SérieMorte: Percy Jackson e os Olimpianos - Episódios 3 e 4

Certo, achei mais interessante fazer este artigo a parte, ao invés de atualizar o primeiro. Porém, caso esteja curioso pra saber minha opinião referente aos episódios 1 e 2, só clicar aqui.


A série da Disney sobre semi-deus acusado injustamente teve mais dois capítulos, que são longos, repletos de diálogos, com pouca ação e pra piorar, sem uma boa continuidade. Porém, parece serem bem fiéis ao livro... talvez fiéis até de mais.

Falarei a respeito a seguir.

Boa leitura.


Episódio 3


Esse episódio mostra a Medusa, mas de um jeito ligeiramente diferente do filme. A transição até ela é diferente, e o lugar em que ela é encontrada e enfrentada também, mas só em aparência.


Na lógica, o combate rola num labirinto cheio de estátuas, exatamente como no filme, só que muito mais acelerado.


Na verdade nem há um combate, o Percy só vai lá e corta a cabeça dela, sem nem pensar. Chega a ser meio ridículo e fácil de mais.


O pior, é que a composição da cena em si é muito mal elaborada. Tudo escuro, a Medusa fica invisível por causa do boné da amiga do Percy, e ele decapita ela. O corpo dela no chão permanece invisível, e ele consegue usar a cabeça da Medusa pra paralisar um monstro que o perseguia e esperava do lado de fora da casa, tudo muito rápido e sem o mínimo de desenvolvimento.


O chato disso é que, até chegar nessa parte, só tem conversa, conversa e mais conversa. Os personagens param e começam a falar, não importa onde estejam, e mais parece um grande monólogo expositivo, enjoativo e bem chato.


Tudo piora com a atuação das 3 crianças que é muito séria. Até mesmo quando parece que estão fazendo piada, eles estão com cara de sérios, bravos, putos da vida como se estivessem sem vontade de estar ali. Apenas... não combina com a história.


A série tem muita conversa, e pouquíssima magia, e isso começou a ficar incômodo.

Aliás, de tanta conversa, algumas coisas ficam bem explicadas, mas são ditas meio sem timing. É como a revelação de que Percy não pode pegar um avião pois Zeus domina os céus, e ele iria atrapalhar a missão.


Essa revelação vem num papo sem sentido, do nada, e termina rápido, como se fosse apenas uma fala tirada do livro e narrada em tela.

Esquecem que é uma série, e por vezes apenas saem recitando o que parecem textos da obra original, sem o mínimo de esforço pra mostrar isso em tela, o que apenas faz ficar bem cansativo. A gente só olha pra cara séria de três crianças falando sobre história mitológicas, com uma trilha sonora sem graça.


Voltando pra Medusa, é muito legal como ela é introduzida. Uma suposta aliada, com estátuas de monstros paralisados no quintal, que ajuda eles a escaparem de uma Fúria que os persegue, e ainda com sua história verdadeira servindo de álibi para que Percy confie nela. 


Algo que rapidamente é desperdiçado e ignorado, tornando ela exatamente aquilo que todos dizem que ela é (contradizendo justamente sua introdução). Ela é um monstro e pronto, que quer o mal de Percy e qualquer um que ande com ele, pois ele é filho de Poseidon, a amiga dele é filha da Athena, e foi Athena e Poseidon que amaldiçoaram ela como medusa.


Poxa, interessante, e creio que isso poderia ser muito melhor mostrado, explorado e explicado, pois havia tempo pra isso. Mas preferem apenas fazer a Medusa despirocar do nada, e se tornar vilã do nada, tentando petrificar as crianças do nada, em um porão repleto de estátuas humanas... DO NADA.

Tem até momentos que simplesmente não convencem, como o sátiro primeiro saindo voando com os sapatos que o Luke deu pro Percy (estou sem entender porque ele que ta usando!) e depois caindo na Medusa, distraindo ela (sem ser petrificado).


Depois ele encontra o tio Ferdinando que comentou 2 vezes antes, ali no meio das estátuas, sem impacto nenhum. Mas ele fica parado refletindo, fingindo estar traumatizado, já depois de derrotar a Medusa. É muito... besta, e mal montado.


E o final ainda por cima é muito sem lógica. Percy pega a cabeça dela e envia via correio dos deuses (que ele DO NADA aprende o que é), pois não era seguro deixar a cabeça ali no porão. Eu queria muito entender de onde veio essa ideia.


Pois, não chegam a discutir o que fazer, nem mesmo pensam em alternativas. A primeira decisão é manter a cabeça invisível e esconder, e a segunda é essa absurda ideia de enviar a cabeça de presente pros deuses. É apenas muito ilógico, sem contar que tudo nessa ideia parte absolutamente do nada, sem qualquer diálogo prévio que determinasse conhecimento sobre o correio dos deuses por parte do Percy, ou do risco da cabeça da Medusa pro mundo.

ERA SÓ BOTAR NUMA GELADEIRA! Ou então enterrar, ou então jogar no canto do porão ali mesmo que NINGUEM ia saber.


Essa decisão esdrúxula é pra garantir uma consequência posterior, que talvez nos livros faça sentido, mas aqui foi apenas muito estúpida.

De bom, tudo que tem é a conversa inicial sobre a filha de Zeus, que foi transformada em uma árvore. Falam tanto disso, que a gente consegue conhecer a história, e repetem tanto isso que conseguimos captar a mensagem.


É um exagero de discursos e exposição? Sim. Mas pelo menos da pra entender que Zeus é um idiota que transforma seus filhos em árvores.

Também tem a questão de escolha de aliados, onde Percy escolhe Annabeth e o Grover por conta da profecia que ele escuta em 4 segundos, e diz que um amigo o trairá. Ele faz isso por acreditar que Annabeth nunca seria sua amiga, e Grover como seu protetor jamais o trairia.


Mas no fim, eles viram tudo amigo e a profecia se mantém de pé. 


Tem também a revelação de que Grove foi o sátiro guardião de Annabeth e Thalia, a filha de Zeus. E... percebeu? São citações e mais citações mas nada é de fato mostrado.


Episódio 4


É bem sem graça, a história parece boa, eu mesmo conheço pelo filme, mas não consegui sentir nada com o que foi mostrado aqui. 


Resumidamente, as 3 crianças tão num trem, e chega um monstro, eles são levados pela polícia dentro do trem até ele chegar na estação, e o monstro os ataca ali mesmo, na frente de todo mundo (que eu entendo não verem as criaturas, mas enquanto a destruição?!).


Depois, com o trem ainda em movimento, eles saem e na garagem da estação!? E andam como se nada tivesse acontecido... e... mano que continuidade foi essa?


Então eles correm pro templo da Athena, que seria um santuário onde monstros não entram, mas descobrem que sim, monstros entram, se Athena permitir, e ela permite pois eles mandaram a Cabeça da Medusa e isso foi humilhação e desrespeito pra ela. Tipo... tipo?! Que isso mano?


O monstro que surge é uma Quimera, que chega a envenenar Percy com um espinho, mas isso não causa nada, só deixa ele tonto por uns 5 segundos, faz uma cena doente dele se molhando numa fonte pra se curar, o que não funciona, e logo em seguida volta pra programação normal e sem sentido deles sendo caçados em público, por uma mulher.


A mulher é a Équidna, a mãe dos monstros, que vai pessoalmente capturar Percy, enviando não uma criatura desenvolvida, mas um filhote recém nascido para brincar de caçada. Meu, nem ela tá levando a situação a sério.


Daí eles "lutam" (o moleque balança a espada duas vezes contra o monstro de CGI, isso não é luta), no topo do museu, que é hight tec, e ai ele cai num buraco, e é salvo por água que leva ele pro fundo de algum lugar.


Onde ele conversa com uma criatura que não da pra ver, pois tá tudo muito escuro, e aprende que tem o poder de respirar de baixo d'água.


O episódio acaba ai, bruscamente, sem conclusão.


Eu queria curtir, mas não dá.

Percy Jackson e os Olimpianos tem cara de uma série Disney, que tenta ser séria, mas ao mesmo tempo debochada, e não funciona em nenhum sentido.

Sofre com censura, poucos efeitos especiais, pouca ação, pouco desenvolvimento, e um excesso de diálogo exaustivo.

No fim, a atuação das crianças, com suas caras amarradas, só estraga ainda mais o show.

Mas... talvez seja questão de tempo.

É isso.

See soon?

Postar um comentário

4 Comentários

  1. Mano, ainda acho que as coisas estão muito corridas, como é uma série eu achei que isso melhoraria. A questão da medusa até agora eu não entendi, eles mudaram em relação ao livro pq o autor disse que "é importante reconhecer o abuso", sendo que deu simplesmente uma volta nada a ver e retornou pro mesmo ponto. Na mitologia Poseidon abusa da medusa dentro do templo de Atena, como ela era uma virgem e a deusa meio que tinha uma invejinha prévia da aparência dela, Atena amaldiçoa ela pra que nenhum homem pudesse olhar pra ela mais. Quando ele fala de abuso e que TINHA que mudar por conta disso eu achei pelo menos que ele ia mandar a real, Poseidon assim como os outros deuses gregos são uns escrotos e a medusa é realmente uma vítima da situação. Mas não, meteram uns diálogos nada a ver e jogaram no lixo (pelo menos a aparência dela eu curti, achei maneiro o chapéu).
    O Grover de sapato não faz sentido mesmo, ele nem tem pé kkkk
    Essas lutas sem ser lutas também estão me incomodando um pouco, ele só sacode aquela espada e eventualmente acerta (o pescoço da medusa deve ser de manteiga).
    A parte de ele enviar a cabeça dela pro Olimpo é melhor explicada nos livros, o Percy faz isso mesmo só pra afrontar Poseidon, ele tá com raiva e quer se mostrar prós outros deuses também (o Percy ainda é um juvenil). Mas aí eles montam melhor, se não me engano é o grover que fala da Hermes express pra ele e acaba fazendo sentido.
    Enfim, tô vendo, continuarei vendo, se for ruim eu terei que ver ainda pq sou fã kkkk assim como vi as 15 temporadas de supernatural (aliás, estão metendo a ideia de uma décima sexta, espero que desistaaaaaaam)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justamente, no caso da Medusa eu fiquei maravilhado só com a ideia de explicarem que ela foi a vítima. Jurava que ia ter um peso enorme na trama dela, só na forma como ela se portava e vestia, toda a ideia dela recepcionar os jovens, e a discussão dela com a filha da Atena, meu... isso tudo me fez pensar "Vão mudar, pra chocar, isso é interessante". Mas do nada, parece que o roteirista desmaiou e outro assumiu, e falou "Que besteira, segue o livro e ignora isso ai" e assim fizeram.

      Mano, a série simplesmente cagou no desenvolvimento de personagens nesse episódio 3. O envio da cabeça é a coisa mais ridícula que já vi na série. Tremendamente mal explicado e fortuito.

      EU VI ISSO!!!! Tem até capinha (não sei mas acho que foi feito por IA) e sendo muito sincero... eu cheguei a rever as 15 temporadas de Supernatural recentemente (me julgue kkkkkkkkk) e tipo... se trouxerem de volta... poderia ser algo bom poxa! Só pegar o Eric Kripke e deixar ele fazer a mágica das 3 temporadas iniciais. Material, entusiasmo e atores ele tem po, basta perceberem isso.

      Sei lá, talvez aprenderam algo com aquela porcaria do "The Winchesters", e decidam fazer uma série menos novela, mais terror (ah cara, os bons tempos).

      Curioso tu ter mencionado porque eu tava mó afim de falar disso kkkkk. Mano, recentemente vi umas entrevistas do Jansen e do Jared sobre a série, e uma fã mencionou que tinha medo da série quando criança. Geral riu, até eles, sem entender... como se nem lembrassem que a série nasceu como terror. Imagina se trouxerem isso de volta, o choque de atuação que será pra eles!

      Enfim, obrigado sr Ed, e tamo junto nessa tort... digo... experiência! Bora até o fim. Não sou fã do Perceu, mas permanecerei firme!

      Excluir
    2. Mano, quanto a supernatural eu sou bem cético cara, acho beeeem difícil de dar certo ainda, acho que já sugaram o que dava. Se tivesse o Eric kripke talvez até me surgisse um pouco de esperança, mas dificilmente vai ter. O que dá a entender vendo as entrevistas é que a baderna que ficou no final era justamente o que eles queriam, que aquilo tudo era do extremo agrado deles, então se eles gostavam daquela forma é bem difícil mudar, infelizmente

      Excluir
    3. É um ponto a se observar, e o pior é que tu tem razão.

      Contudo, a esperança é a última que morre! E se forem trazer mesmo de volta, minha torcida é pra que seja uma total renovação.

      Ou ao menos que flop brutalmente pra que eles entendam o que o público deseja.

      Excluir
Emoji
(y)
:)
:(
hihi
:-)
:D
=D
:-d
;(
;-(
@-)
:P
:o
:>)
(o)
:p
(p)
:-s
(m)
8-)
:-t
:-b
b-(
:-#
=p~
x-)
(k)