AnimeMorte: So I'm a Spider, So What? (Anime da Aranha!!!)

Tensei, Isekai e Nidome, eis gêneros de anime que até alguns meses atrás eu nem sabia diferenciar, e hoje meio que priorizo na hora de procurar o que assistir. Mesmo que não seja uma exclusividade em meus catálogos, sempre que surge um novo título nesses gêneros, sinto uma empolgada pra ver.

"So I'm a Spider, So What?" (nome esse que eu nem consigo lembrar então geralmente chamo só de "Anime da Aranha") é uma adaptação de uma Light Novel, que por sua vez também foi adaptada pra Mangá, e conta uma história puramente Tensei. O Mangá e o Anime contam a mesma história baseada na Light Novel, mas de formas diferentes afinal, ambos são adaptações paralelas.

Falarei um pouquinho do anime, só pra não esquecer que vi mesmo. Espero que goste e, tentarei não dar spoilers.

Boa leitura.

Só pra constar, esses três modos de história são muito semelhantes (falo do Tensei, Isekai e Nidome, não de Mangá, Light Novel e Anime... se bem que, também são né), mudando apenas pela forma que iniciam por assim dizer. Todos eles giram em torno de "Recomeçar". Mostram personagens tentando obter sucesso em uma jornada num novo mundo, ou vida, levando consigo as experiências anteriores.

A diferença, é que Tensei começa a partir da morte da pessoa, que reencarna em um novo mundo, ou corpo, ainda com a mente anterior. Isekai começa a partir de um personagem (ou vários) sendo levados pra um mundo totalmente diferente, onde vivem uma nova vida. E Nidome, é aquele em que os personagens viajam no tempo, mantendo suas memórias do que acontecerá, e revivendo suas vidas.

Já que mencionei, só pra não ficar confuso mesmo, Mangá seria aquela história desenhada e escrita, contada em forma de quadrinhos; Light Novel é totalmente escrita, basicamente um livro, as vezes com uma ou outra ilustração; e Anime, é a versão animada, com movimentos e dublagem. Geralmente, a história base pode ser idêntica, mas a forma como é contada muda, seja em sua ordem, ou em seus detalhes. Isso ocorre com o anime da aranha, e o Mangá também, que não são exatamente iguais a fonte, e até se diferem entre si em vários pontos.

No anime da Aranha, ela é uma mera estudante que morre numa explosão na sala de aula e acorda, como uma aranha bizarra, num mundo de fantasia. Ela então passa a aprender habilidades, desenvolver poderes, e se tornar cada vez mais forte, só pra sobreviver.

O legal de acompanha-la é sua personalidade (suas personalidades). Além de ser uma protagonista bem temperamental, ela não liga nenhum pouco pra situação do mundo em que está, ou pra uma jornada de herói. Ela só quer continuar vivendo mesmo, comendo e evitando problemas, mas a cada passo que dá, tem seus problemas multiplicados por 8.

Se o anime focasse apenas em seu crescimento e sobrevivência, aos passos em que se aproxima dela sendo jogada na problemática do mundo fantasioso em que foi parar, já seria legal de acompanhar. Mas ele acaba fazendo algo inesperado...

A história, ao menos a segunda parte, é contada pelos demais alunos que explodiram junto com ela na sala de aula, e também reencarnaram naquele mundo. Grande maioria renasceu como pessoas normais, mas, naquele mundo, todos tem habilidades especiais.

Daí, metade de um episódio de 20 minutos conta a história da aranha, e a outra metade de um bando de adolescentes vivendo num mundo bem diferente do dela, visto que ela sobrevive numa caverna de monstros, e eles tem seus reinos e afins.

Além disso, essas duas partes da história são separadas por um grande espaço de tempo, o que confunde no começo, um pouco, mas também intriga.

É que, a aranha já passou a sobreviver e lutar por isso no instante em que nasceu, enfrentando seus parentes, os monstros do seu habitat, e até sua mãe, com a única vantagem de ter a personalidade humana, e saber usar estratégias pra lidar com as habilidades obtidas (que inclusive, os demais monstros também podiam e até conseguiam obter).

Já os humanos, só passaram a desenvolver suas habilidades após atingir uma certa idade, vivendo nesse mundo e priorizando reencontrar os "Reencarnados". Eles foram protegidos e guiados pela professora (que reencarnou numa forma de Elfo), até serem reunidos, e isso tomou um bom tempo. Só depois de estarem juntos, eles começariam a desenvolver suas habilidades pra valer...

E ai ta a parte chata, e confusa. É mó legal ver a Aranha lutando com os monstros tudo, e do nada, somos cortados pra um bando de jovens que apenas conversam, e mal sabem usar magias (a Elfo disse para evitarem). Qual a graça em acompanhar isso?

Mas, todo santo episódio (A primeira Temporada tem 24), uma boa parte dele é reservada para mostrar como esses jovens estão, e aos poucos, as duas histórias vão se conectando.

Pequenos indícios de que ambas se passam em tempos distintos surgem, e até referências a eventos que a Aranha teria causado, ou que os Humanos viriam a enfrentar, surgem em ambas as tramas.

Até que no fim elas se chocam e, é legal... mas não é tão legal quanto poderia e deveria ser.

Um dos grandes mistérios do anime é justamente como a Aranha teria ficado no final, no tempo dos seus colegas humanos, já que ela nem é citada ou reconhecida por eles. E, sempre tem um Rei Demônio Humanoide Feminino, que todos temem, e pouco fala, mas tem 8 patinhas de aranha penduradas nas costas.

O anime até fica sugerindo que ela seja esse Rei Demônio, mas, alerta de spoilers, é e não é.

Também aparece uma Moça de Branco no tempo dos humanos, que pouco fala, e todos também parecem temer e respeitar, até mesmo a Rei Demônio, e... ela também puxa um pouco da suspeita de ser a Aranha, e... alerta de spoilers... é e não é.

Entender como tudo isso ficou dessa forma, e como todas as peças se encaixarão, é com certeza o maior atrativo do anime. Mas, confesso que queria ver mais cenas da Aranha... e olha que sou aracnofóbico.

Infelizmente, o anime tem uma animação muito estranha e irregular. As vezes ele é desenhado, e as vezes tem uma arte puxada pro 3D que lembra jogos em Cel-Shading, e é muito incômodo de ver. Não pela arte em si, mas pela movimentação.

Principalmente nas lutas dos humanos, tudo é muito, mas muito ruim de acompanhar. Ruim mesmo, não tem palavra melhor pra descrever.

As cenas são próximas de mais da tela, não há uma profundidade correta quando personagens conversam, parecem tar uns colados nos outros, quando estão a metros de distância. As lutas são rápidas e fora de foco, com perfurações e cortes sendo censurados (os editores só cortam a parte da cena e deixam o resto, o que faz tudo ficar muito rápido e caótico)...

E, dificilmente da pra entender muita coisa. Ainda mais com a mistura de arte animada e arte digital, fica muito esquisito, e os personagens destoam muito uns dos outros.

Nas cenas da Aranha, até parece fluir melhor. Ainda tem alguns cortes ruins, mas as lutas parecem ser bem mais elaboradas e controladas (talvez por serem contra monstros em sua maioria). E, a arte digital combina bem com as movimentações rápidas que ela faz, além de também trocarem nas horas certas com a arte animada (geralmente quando ela faz um comentário ou observação, ou apenas reflete mesmo).

É um tensei legal de acompanhar, apesar de um tiquinho forçado. Eu sinceramente não to muito animado pra segunda temporada, ainda mais se for com esse mesmo estilo censurado de animação.

Pior tipo de censura é aquela que corta as coisas. Legal que o próprio anime parece zombar disso, fazendo uma censura de forma convencional numa cena gore, que até fica bem legal e engraçada.

Ciente que é uma obra violenta, eles deveriam aceitar isso e apenas, animar. Agora, converter a história (que é sim bem interessante, e nesse caso desperta curiosidade sim) em algo mais leve pra que um público maior a consuma, só acaba afastando com maior facilidade quem iria realmente apreciar.

Enfim, é isso... eis a Op do anime (lembre-se, Openings sempre tem spoilers então veja por sua conta e risco).

Espero não ter dado nenhum spoiler caso queira assistir.

See yah!

Postar um comentário

8 Comentários

  1. Manoo vou assistir agora curtir demais SLK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que goste, mas não ligue muito pra animação.

      Excluir
  2. "What?! So...so i'm a spider?"

    "Okay...but why the hell a spider?!"


    Sinceramente, a única aranha que eu gosto é o Lucas rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pera, que???????? Eu não entendi kkkkkkkk

      Quem é Lucas sr Wilson???!?!?!

      Excluir
    2. Lucas, aquela aranha fofinha com olhos gigantes que viralizou na internet depois que um animador fez ela por puro teste...

      Lucas!!!!!!

      Excluir
    3. QUE ODIO. Segunda aranha fofa que conheço kkk. Eu não conhecia esse Lucas fofo do caramba, agora conheço, e não queria conhecer. Estou começando a "gostar" das aranhas... aff. Vlw sr Wilson kkk.

      Excluir
    4. Segunda? Qual seria a primeira?...

      Ah, deve ser a aranha do Undertale com certeza haha.
      (Adoro a música tema dela).



      Aranhas, por vezes assustadoras, por vezes fofas, os olhos, tudo depende dos olhos rs.
      (Pequenos demais dão medo, grandes demais também, a não ser que tenha 2 pequenos e 2 grandes, tipo o Lucas!)




      tem também o homem aranha bebê daquele comercial...mas ele não é considerado uma aranha, é?

      Excluir
    5. Tamo no artigo da primeira. Eu achei essa aranha fofa do anime.

      Talvez em filmes e desenhos elas sejam, mas não na vida real. Elas picam, mordem, dilaceram e perfuram a pele das pessoa tudo...

      Mas, é fácil fazer algo bizarro e assustador soar fofo.

      Excluir
Emoji
(y)
:)
:(
hihi
:-)
:D
=D
:-d
;(
;-(
@-)
:P
:o
:>)
(o)
:p
(p)
:-s
(m)
8-)
:-t
:-b
b-(
:-#
=p~
x-)
(k)