ArquivoMorte

PesquisaMorte:

terça-feira, 17 de setembro de 2019

O Filme Achado de Hoje: Witnesses

Cuidado ao fazer um filme pra escola, você pode acabar entrando na locação errada e ferrar com todo o elenco.



Eis um found footage que me fez torcer pelos personagens azarados.

Boa leitura.

Em meio a escassez de bons títulos, eis que me aparece Witnesses, como quem não quer nada, no meio dos filmes B de um site qualquer com filmecos online, e ai me entrego a curiosidade de assisti-lo, só pelo fato de ser do gênero found.



Não me arrependi.

Mesmo não sendo perfeito (já desisti de buscar isso nesse gênero, mas não canso de repetir) acabei por gostar do tipo de abordagem até que original que essa obra trouxe.

Um filme que fala basicamente de cinema, sim, cinema, amador mesmo, assim como o gênero nasceu, e vai até mesmo às origens, como mero projeto de escola, usando o formato mais simples, mas com os melhores equipamentos (ao custo do cartão de crédito do pai, e muita imaginação, e dedicação), somado a trabalho duro de uma dupla de amigos tão unidos, mas tão unidos, que a amizade deles, transmitida pelo documentário que tentam fazer sobre eles mesmo, torna-se mais convincente que... sei la... a do Patrick e do Bob Esponja.


Ta, até que soa bem clichê, e de fato é... várias obras já usaram da mesma fórmula, umas disfarçadas como "TCC", outras como "Pesquisa para Trabalho", uns como "Investigação", outros como "Projeto Secreto", mas a abordagem sempre é uma ideia de mostrar os primórdios do gênero found e como os cineastas se divertem enquanto se aventuram nas vertentes simplórias do estilo.

Só que aqui é algo simples, e não disfarça: São jovens filmando um filme, só isso.

Legal que, ele me fez me importar com os pouquíssimos 4 personagens, ao ponto deu torcer por eles e lamentar o já previsto e trágico fim dito logo no inicio, naquele clássico prelúdio onde é anunciado o desfecho: Todo mundo morre, com a última vítima pedindo socorro numa chamada policial.


Só que, me vi surpreso ao ver o derradeiro desfecho, e por mais clichê que pareceu, eu fiquei aliviado, e feliz... num filme de terror.


E há sensação mais gostosa que essa? De tanta desgraça que nos cerca, assistir uma coisa grotesca, com um enredo pesado, cheio de indiretas sociais e nojentas, reviravoltas chocantes, mas um encerramento vitorioso, isso não é bom? Pra variar?

Creio eu que, o filme acertou nisso.

Não deixou de ser terror, em hipótese alguma, e mesmo com sua audaciosa tentativa de deixar uma abertura para provável franquia (na verdade, apenas deixaram o suposto "vilão" aparentemente vivo, o que não necessariamente cria continuação devido o tipo de história, mas, é uma possibilidade, ruim, mas é), ele fez tudo certinho.


Há erros? Um ou outro, coisa boba, como pequenos detalhes de edição que da pra deixar passar, e coisas que não encaixariam na trama, tipo, câmeras de segurança num local que não deveria ter câmeras de segurança visto que, não deveria nem ter registros que ele existe, ou então imagens que são anexadas as filmagens, se bem que...



A edição em si é justificada no final, já que os personagens tem espaço pra edita-lo livremente, e mesmo assim não tem nenhum "pan" ou trilha sonora, o que pra mim, é um ponto. Só que os efeitos especiais, os poucos que tem, não deveriam ter. Seria melhor investirem somente em efeitos práticos... principalmente considerando o tema (que é mais voltado pro Gore), e certos cortes são bem perceptíveis, mas, da pra desconsiderar.

Esse meus caros, é o tipo de filme que eu não gostaria de contar o enredo, pois ele surpreende. Por isso, caso esteja afim de ver um bom Found Footage, e tenha la sua 1 hora e meia livre, assiste esse. É bom.

O que posso dizer é que ele é do tipo Terror com Horror "Leve", sem Sobrenatural, e mais pé no chão... mas é bem interessante.

Spoiler a seguir!!!

Agora, sobre o enredo:

Dois jovens escrevem um roteiro de filme para a escola, é pra conseguir nota ou algo assim. Eles então tão la tentando terminar o projeto em cima da hora, e conseguem terminar o roteiro a tempo.



Depois disso, eles abrem a chamada de elenco. O filme deles é uma história simples, sobre um Stalker que perseguiria uma moça e ela conseguiria fugir dele, depois de um embate. Um filme de terror!


Nos testes de elenco, eles conseguem o ator para o stalker, o único que se inscreveu pro papel, mas que até que foi bom, um jovem assustador.



E dentre as muitas garotas, umas péssimas em atuação, mas lindas, e que até se encaixavam na personagem, e outras que não se pareciam com a personagem, mas eram boas de atuação...



Surge ela, a úncia que era perfeita em ambos os aspectos, pois além de atriz, era nela que a personagem era baseada (a crush do roteirista), ela na hora ganha o papel.



Então eles fazem as filmagens, felizes da vida, e curtem seus momentos juntos. Conforme se conhecem, roteirista e atriz até que se aproximam e descobrem ter algo em comum. Alias, ela aceita participar do teste pois era da mesma turma deles, e o amigo do roteirista, quem fazia as locações e cuidava das papeladas do projeto, tinha mandado uma carta pra ela dizendo algo misterioso, e ela aceitou na hora.


Enfim, pra cena final, depois de alguns contratempos, onde esse amigo mostra ser até que bem violento, por ter um lado de jogador de futebol e odiar coisas como atraso, eles acabam indo filmar fora do Campus do colégio, o que era contra as regras.



O Stalker do filme, mascarado, e misterioso, junto com o amigo violento, e descontrolado, e o roteirista, obcecado que tinha feito a história de terror centrada na menina, os 3 caras indo pra longe do local seguro, com ela... (vai da merd4... vai da merd444... vai da merd4444 ~lalala)



E ai eles chegam no local, um armazém, onde a chave do amigo violento não funciona. Aparentemente era um local da mãe dele, que era correntista de imóveis, mas como as chaves não funcionam, eles decidem ir embora? Nop... eles invadem pela janela.



La dentro, começam a filmar, e até rola mais climinha entre atriz e roteirista... mas...


Eles notam que as chaves não funcionaram porque trocaram 1081 por 1801... ou seja, aquele não era o Armazém certo. Sem contar que tinham várias marcas mexicanas por toda parte, e pra piorar, a documentação era de um local diferente, totalmente diferente. Foi um erro estar ali.



Só pra ferrar mesmo, eles ainda encontram um cara amarrado e amordaçado numa cadeira de rodas, que diz ser promotor, fala que a filha e esposa são reféns, e pede pra eles irem embora e chamar a polícia. Tarde de mais, pois chega um cartel e ai o bagulho fica tenso.



Os 4 jovens se escondem, cada um num canto, e assistem, calados, e filmando, os dois membros do cartel interrogando o promotor e perguntando onde ta o Baiano. No fim rola decapitada de mão, e tiro na testa (This is America).



E como todo clichê, alguém faz barulho, ai um dos caras pergunta "O que foi isso" e o o moleque barulhento fala "Miau"... ai já era, o cara vai chegar, e encontra o moleque, pergunta quem ele é, e ele diz "Eu vim da Bahia meu nome é Ninguém, quem te comeu?" e o cara diz "ninguém?" então tá, e pouco antes de atirar, outro barulho surge e ai alguém grita "outro g..." ta parei... e o outro garoto aparece. Vira uma bagunça.



Um por um, todos são caçados. Os dois caras do Cartel eram bem perigosos, um era aparentemente o lider, mas toma uma facada na barriga e some de cena, dizendo "Nunca traga Facas pra Luta de Armas de Fogo". O outro, chamado "Açougueiro", pega a máscara do Stalker do filme e sai atras deles.



No fim sobra só a menina, e ele vai atrás dela, mas ela consegue encontrar o roteirista que foi quem deu a facada no bucho do cara, e ai eles se separam, reencontram, separam, e ficam nessa até finalmente, se separarem de novo.



Cara, eles descobrem que naquele armazém rolavam tudo, tudo mesmo, desde tráfico de órgãos, drogas, tráfico de escravas sexuais, descarte de corpos, mano... era o armazém do crime. E eles tavam filmando tudo. Tinha até rota pro México dali (é sério!).



Ai, a moça acaba sendo encurralada pelo Açougueiro, não antes de fazer a ligação pra polícia (do inicio do filme). Antes de terminar, ela é atacada pelo cara, que tenta abusar dela (na real começa...)



Enquanto ele geme feito um animal, o roteirista aparece e bate na cabeça dele, fazendo ele cair duro (salva pelo roteiro, literalmente).



Então eles se abraçam... mas o açougueiro se levanta, e rola luta, com ele sendo baleado no peito várias vezes pela moça.



Depois disso eles saem, lutam contra um cachorro, usando spray de pimenta (pra não ferir o animal de verdade) e no fim, vão pro carro...



Eles se beijam, e a mina mostra a carta que o amigo recém falecido do roteirista tinha dado pra ela, perguntando se era verdade. Aparentemente era uma declaração do roteirista terceirizada. Eles tavam tristes pelas perdas, mas felizes por tar vivos...



Mas ai aparece o cara do bucho aberto, com uma faca na garganta do moleque, e ameaça eles, jogando gasolina no carro e pegando um isqueiro. 




Só que a moça nada besta diz "Nunca leve faca pra briga de Armas, cadela", puxando logo um 38 que pegou da cena do crime.



E ai fim.

Eis o filme found que eu curti... julgue-me...
See yah.

2 comentários:

  1. vou assistir mesmo depois dos spoilers rs. obrigado pela dica man!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe! Meu hábito persiste... mas assista, espero que goste.

      Excluir

CadastroMorte

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner