ArquivoMorte

PesquisaMorte:

domingo, 30 de dezembro de 2018

CríticaMorte: Coraline

É complicado, faz tempo que me seguro pra digitar sobre este filme porém, aqui está.




Esse não é um post grande, pois só quero falar um pouco do que acho sobre o filme, mas já adianto que puts, que filmaço! É uma das poucas obras de terror infantil que eu faço questão de parar pra assistir.

Bem, boa leitura.



Coraline (e o mundo secreto) é um filme baseado no livro "Coraline" de 2002, escrito por Neil Gaiman. Ele foi lançado no ano de 2009 pela Universal Studios e foi produzido pelo estúdio Laika (fod4 em stop motions). Porém, curiosidades a parte, o filme é incrível por outra razão...


Coraline consegue nos prender com sua atmosfera sombria e ao mesmo tempo delicada, mostrando um mundo assustador pelos olhos de uma jovem mocinha de nome aparentemente errado. 


O mais legal, é que o filme é desenvolvido em várias etapas, e várias jornadas de Coraline e suas descobertas no mundo secreto. Sempre que ela dorme, acaba indo de encontro ao novo mundo, descobre coisas magníficas, e acorda, sempre de um jeito diferente. Interessante que quando ela acorda, ela não deseja isso, pois o mundo é todo maravilhoso, mas... quando ela começa a perceber que as coisas não são tão boas assim, ela decide acordar e ai, ela nem tava dormindo de verdade. Isso é tão louco!




Coraline, descontente de sua vida atual, longe de seus amigos de infância, consegue uma boneca exatamente igual a ela e a partir daí, passa a ter contato com um mundo diferente, através de uma portinha que ela destranca em sua nova casa.

Alias, o caso da boneca... cara, sempre achei que aquela boneca se moveria. O filme já me prendia a atenção e me deixava aterrorizado só pelo estilo de filmagem (stop motion realmente me apavora) mas a boneca, ali parada, observando, eu esperava que ela fosse a vilã e na verdade, era só uma artimanha.


Na real eu nem quero muito falar de Coraline, pois recomendo que você assista. É um filme que mostra de forma filosófica várias releituras da própria realidade de Coraline, e é algo muito legal de se acompanhar visualmente.

Por exemplo, os cachorros mortos. Em uma parte do filme há duas velhinhas que empalham seus cachorros quando eles morrem e os vestem de anjinhos. No universo alternativo de Coraline, eles assumem suas formas de anjinhos e ficam vivos, latindo, voando, interagindo. Quando o mundo alternativo passa a refletir a mente deturpada de Coraline, eles se convertem em morcegos diabólicos, simbolizando justamente o extremo oposto de "anjos".


Alias, sim, eu acredito que o Mundo Secreto seja uma reimaginação corrompida de Coraline sobre seu próprio mundo. O filme alias deixa isso bem claro, que ambos estão conectados através dela, principalmente com o final e o assustador rosto da Beladona no jardim, contrasteando o rosto de Coraline no jardim do Mundo Secreto...


Cabe uma análise mais profunda sobre essa obra, buscando interpretar, por exemplo, a real natureza do gato falante. Ele seria um ser do mundo de Coraline, ou do outro mundo de Coraline?


Eu, creio que talvez seja algo como em Alice no País das Maravilhas (inclusive, tal comparação faz-se bem válida em alguns contrapontos, como o próprio gato guia) onde Coraline, em sua busca por algo mais interessante que sua atual casa e vizinhança, criou com o poder de sua imaginação todo um novo mundo, só dela.

O curioso é que, com a avó do Wyyyyyybooooorne (um amigo que Coraline faz) também tendo tido experiências aparentemente semelhantes, com a perda de sua irmã ainda na infância para o mesmo Mundo Secreto, pode-se considerar que esse fato que influencia a mente de Coraline não é uma exclusividade dela, mas sim, da região em que ela se encontra.


Algo também abordado pelo filme, pois o casarão da avó do Wyyyyyyboooorne, que serve de apartamento para todos seus inquilinos, parece carregar muito mais histórias e mistérios do que sequer foi mostrado.

Bem, por fim, vale mencionar a obsessão de Beladona pelos olhos alheios. Ela faz de tudo para que crianças lhe ofereçam, de bom grado, seus olhos, para que ela costure botões no lugar, tentando fazer isso com Coraline mas, falhando miseravelmente no processo.


Os olhos simbolizavam as almas das crianças, e uma vez que elas lhe ofereciam, em troca do que ela lhes dava, ela literalmente tomava posse da alma delas. Para um demônio, a alma de uma criança é a coisa mais valiosa de todas... logo, fica claro a natureza de Beladona.

Eu gostaria muito de ver uma continuação de Coraline, e ainda espero assistir várias vezes a este filme maravilhoso. Recomendo que também o faça.

Apesar de não haver um livro que continue sua história, tudo é possível. Coraline é uma obra incrível que não apenas mereceu indicação ao Oscar, mas merece sim uma continuação.


Alias existe um jogo... talvez eu o analise pra valer, e nesse caso, me aprofunde muito mais na trama.

Ps.: Recentemente um canal que eu acompanho no YouTube fez um vídeo contando 10 curiosidades sobre Coraline. É em espanhol, mas acho que da pra ativar a legenda se quiser:


É isso.

26 comentários:

  1. Um filme "cult" extraordinario pra todas as idades(apesar de crianças mais "sensiveis" poderem se assustarem)... realmente merecia uma continuação, talvez com a propria Caro... Coraline rs... ou quem sabe um que se passe antes disso tudo contando a historia da "outra mãe" que tenho minha teoria que seja a irmã da avó do Wyyyyyybooorne (kkkkk),que poderia ser mostrado como ela conheceu esse outro mundo e como se tornou dona dele. Ou se fizece com uma historia de uma outra criança que tambem passou por isso no palacio cor de rosa e conseguiu escapar(ai nao seria Coraline e teria que mudar o titulo,mas seria sim do mesmo universo com uma outra historia,imagine ou quão incrivel seria).

    O lance do gato é realmente sensacional, ele é o mesmo gato que aparece nos "dois mundos" da srta Coraline Jones... e ele demonstra que sabia muito sobre a outra mãe e coisas que aconteceram no passado(seria legal que se houvece aquela nova historia que citei a pouco ele aparecesse), so que a diferença é que em um ele fala e no outro nao...

    Mas é pouco pravavel que fassam um novo filme sem um novo livro que acho que o escrito do original nao tenha interesse em continuar(que se fizece talvez seria com uma Coraline mais velha, ou na adolecencia,tendo que se deparar com esse universo dinovo e tendo que reviver uma aventura parecida(que tambem seria bem interessante).

    Mas por outro lado a obras que tem seu charme por serem unicas, e que se for pra fazer que acabe "ofuscando" o trabalho anterior e nao superar as expectativas é melhor nem fazer rs

    See yaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sem dúvidas meu favorito. E olha que é num estilo que eu não gosto de acompanhar... eu tenho tanto pavor de massinha tremendo... acho que é mais por causa daqueles filme antigos de terror com efeitos especiais por stop motion do que pela arte em si, que no caso de Coraline, nem fica tremido (tudo é movido tão naturalmente. Os caras gastaram muito tempo pra pegar todas as cenas... muito show).

      Filmes assim me lembram dos poucos livros que já li, em termos de história, em minha infância. Eram terrores leves, voltados pro público infantil, porem tão psicologicamente intrigantes que creio que até adultos curtam. Eu nem lembro mais os nomes deles, lembro vagamente algumas histórias, e sonho com o dia que os reencontrarei... mas enquanto isso não ocorre tenho filmes como Coraline pra me intrigar.

      Um história prequel poderia muito bem contar sobre qualquer uma das 3 crianças anteriores. Alias, a avó do Wyyyyyborne é um dos fantasmas, aquela de cabelos enrolados e mais gentil de todas... porém isso não exclui a possibilidade da segunda mãe ser sim uma das crianças antigas... tomada pelas trevas talvez, quem sabe.

      O gato e seu dom de atravessar os mundos, além de todo aquele conhecimento, e o contato dele com Beladona é bem suspeito. Eles já foram próximos pelo que parece... quem sabe ele tenha acompanhado ela no passado?

      O jeito é torcer pra que façam algum livro no futuro, e dele surja a inspiração para um bom filme.

      See yah srta Lockhart.

      Excluir
    2. Eu preferiria que fizecem com um outro/outra personagem que nao tinha aparecido e nao aquelas crianças, pra mostrar que ouve mais gente ainda que entrou nessa "dimensão" e tambem que nao iriamos saber o que vai acontecer no final(no caso saberiamos se usar as crianças)...

      Lembro que wyborne mostra pra ela uma foto da avó dele ao lado de sua irmã que tinha desaparecido,nao consegui ver semelhanças com aquela garota que vc disse, nao que eu me lembre, mas pode ser que seja ela ou que ela se tornou a outra mãe ou que foi outra criança que conseguiu esse "poder" imagine um livro/filme contando essa historia!

      Realmente o gato conhecer bem ela pode demonstrar que talvez ele ja esteve ao lado dela(ou não),imagine se ele tivece sido o gato da tia avó do wyborne e ele esteve ao lado dela enquanto ela encontrou esse mundo,até ver no que ela se tornou e decidir abandona-la, e que pararalelo a isso ele conheceu uma das vitimas da outra mãe e a ajudou escapar o que fez com que ela começace a sentir odio por gatos!...

      Dificilmente irão fazer, mas quem sabe rs

      Excluir
    3. E aaa... continuando minha teoria. Sobre como o gato viveu todo esse tempo mesmo depois de tudo isso, minha explicação é que como ele poderia ja ter sido ligado a ela ele acabou tambem herdando a "imortalidade" que a outra mãe tambem adquirou nessa dimensão, e que ele só não tem essa "necessidade" que ela tem pra conseguir sobreviver porque ele é um ser de mente pura, ou pq é só um animal(e em animais talvez isso nao acabe ocorrendo), e que talvez ele decidiu só seguir o wyborne por ter o mesmo sangue da outra mãe e ser uma forma de se redimir por nao ter salvo a sua antiga amiga da escuridão!

      Excluir
    4. E outra coisa... é bom lembrar que a avó do wybie nao deixava ninguem ou nenhuma familia que tivesse crianças morar no Palacio Cor De Rosa(curiosamente ela deixou a familia de coraline... sera que ela viu potencial nela?!curioso isso...), talvez ela não deixava pq sabia(ou tinha ideia)das coisas sinistras que sua(talvez) irmã fez e estava fazendo(lembre que ela não gostava/deixava que wybie chegasse perto e muito menos entrace no palacio cor de rosa... oq mostra que algo ela sabia), imagine tambem uma prequel com ela entrando nesse mundo atras de sua irmã, o qual genial seria! Brilhante não?!

      Excluir
    5. Eu me lembro de ter achado estranho o fato de Wyyyyybooooorne ter simplesmente virado aliado de Coraline, do nada, e acreditado nela, depois de ter mostrado aquela foto. Foi quando notei que Coraline assimila a menina de maria chiquinha com a avó dele, pois ambas eram idênticas (inclusive na vestimenta). Provavelmente, antes de Coraline, ela foi a última vítima, o que fez a sua irmã isolar o casarão (eu lembrava que tinha rosa no nome kkk) de crianças, apesar de seu próprio neto ainda se manter bem próximo.

      Eu creio que Coraline estava certa em sua dedução, e a menina fantasma de cachinhos era a tia avó do garoto.

      Sobre o gato, concordo, creio que ele tenha feito parte do passado e acabou por se vincular ao mesmo tipo de "maldição" que cerca o casarão. Porém, eu acho de verdade que a Beladona é um demônio que se alimenta da forma, e da alma dos outros.

      Uma prequel mostrando a vovó buscando sua irmã faz até sentido... alias, legal que ela decidiu enfrentar seu "medo" pra conhecer Coraline, e voltou ao casarão no final. Creio que sim, ela sabia de algo além do que o filme quis nos mostrar, afinal, Coraline era criança e foi aceita la, mesmo com o risco da maldição.

      Excluir
    6. Fui ver a cena em que ele monstra a foto pra ela e vi que ela realmente é igual a fantasminha pequena, que cora diz "a doce menina fantasma" que só agora vendo dessa forma faz até sentido, mas agora falando da origem da outra mãe, a um rumor de que ela caiu naquele poço do Palacio quando era criança(provavelmente ela era uma moradora)que fez ela parar nesse outro mundo, e assumimdo o controle dele(se for verdade, é curioso que cora e wybie jogaram a mão metalica da outra mãe nesse mesmo poço)... sobre o gato lembrei de uma coisa, no fim do filme depois de ver a avó do wybie chegar com ele no palacio e cora dizendo que tem muito pra contar, a camera vai se afastando até a entrada do Palacio e podemos ver o gato caminhando pela madeira da placa do Palacio, e ele crusando um pedaço de madeira bem menor que ele e desaparecendo... talvez ele tenha realmente se envolvido com a outra mãe no passado e tenha herdado poderes paranormais(alem da imortalidade da minha analise)desse outro mundo, que o faz se teletransportar/desaparecer no mundo real tambem.

      Falando em animais é bom lembrar que os camundongos tambem sabiam de tudo, eles mesmos pediram pro sr bowbinski(que so ele entende a lingua dos camundongos) dar o conselho pra cora de nao entrar mais na pequena porta(conselho que nao foi seguido) e depois no final mandaram avisar que ela é uma heroina...

      Agora a avó do wybie talvez tenha se envolvido com aquele mundo(ou até entrado),quem sabe até atras de sua irmã, o que explicaria o motivo dela nao querer crianças naquele lugar(talvez ela entrou no mundo atras de sua irmã, nao consigou a salvar/não encontrou, viu a necessidade da outra mãe por almas de crianças e conseguiu escapar) imagine o quão incrivel seria! Talvez ela contou suas experiencias pra cora e vice e versa(o que mostra que talvez ela realmente viu potencial nela)depois que ela chega no Palacio!

      Excluir
    7. O gato tem esse poder estranho de entrar e sair do mundo secreto, usando como atalho. Nesse final isso fica bem evidente, além daquele trecho que ele caça o rato que alerta.

      De fato é curioso. Eu nunca tinha entendido exatamente qual o peso do poço no roteiro de Coraline. Lembra da cena da lua em eclipse? Eu lembrei muito de O Chamado, e a cena do poço, e ai imaginei que talvez, o outro mundo fosse na verdade a personificação da memória de alguém que caiu naquele poço, e teve com última visão a tampa que ofuscou a luz, exceto por 4 buracos (como um grande botão). A teoria de que possa ter sido uma criança, a qual se converteu na Outra Mãe é bem válida... e assustadora... e é realmente curioso eles jogarem a mão la... se você notou, esse final tem um tom de ruim, e de errado. Talvez jogar a mão com a chave (eles jogam a chave junto né?) tenha sido um gravíssimo erro.

      Pois é, talvez todos os animais que entram em contato com a casa passam a ter alguma relação com o outro mundo. De fato os insetos tinham (transformados em mobílias, sempre vi aquilo como os insetos do mundo real, sendo reutilizados no outro mundo).

      Lembra até a premissa de um SH... com um desfecho legal de partilha de experiências.

      Excluir
    8. Exatamente ele tem, a questão é o pq e como conseguiu... nesse caso da mais ainda pra imaginar uma ligaçao dele com a vilã.

      Sim ela foi justamente la no poço pra jogar a chave la, e jogou junto com a mão quebrada que tinha a atacado em busca da chave, e isso sim foi muito errado mas que seria uma deixa perfeita pra fezer uma continuaçao direta em vez de prequel(mesmo eu querendo muito mais no minimo duas prequels)... mas ainda assim acho dificil fazerem qualquer coisa(o filme e o livro sao cults que foram bem na critica, mas o mundo é captalista e nesse caso é uma pena)

      É bom notar que ela usa uma grande parte do poder dela pra fazer a versao fanstastica dessa realidade, e que ela acaba tendo que se apressar pra costurar os botoes ja que o truque nao dura muito tempo!

      Excluir
    9. Pior que considerando as possibilidades de acabarem destruindo o título, é melhor nem esperar uma continuação. Como você ressaltou: Mundo capitalista... é uma droga.

      Mas o mais legal é que há espaço pra teorizar. O filme permite isso, mostra pouco mas possibilita muito... acho isso também incrível.

      E... foi um baita erro, principalmente se o poço conectar-se com o mundo secreto!

      Excluir
    10. Realmente, é muito bom quando tem obras boas que nem são tão longas mas que te permite imaginar varias coisas sobre qualquer detalhe de tão profundos que são.

      Hoje em dia eu prefiro prequels pq ja vi tanta continuaçoes que tinha muita expectativa ser um desastre!

      Excluir
    11. Cada detalhe do filme foi tão bem trabalhado que abre espaço pra assistir, re-assistir, e se surpreender com sua própria imaginação. Filmes assim, que não cansam não importa quanto se assista, são obras primas.

      Eu acho mais seguro as continuações espirituais. Elas não fazem parte, mas podem fazer, tudo depende do quão boas serão rs.

      Excluir
    12. Yup.

      Um Silent Hill da vida rs(apesar ter prequel nele tambem). Isso me fez lembrar de como tratam SoTc, como uma continuaçao espiritual de ICO, sendo que se analisar fara mais sentido ser chamado de prequel dele(ou nao, até eu tenho umas duvidas), mas entendo que pra muitos(fanboys)isso iria "rebaixar" a importancia de SoTc. Mas enfim, como a pouco disso("continuaçoes espirituais")nas obras que acompanho e mais... continuaçoes direitas decepicionantes, prefiro prequels...!

      Excluir
    13. Continuações espirituais tem esse beneficio de poderem ser consideradas, ou não, tudo dependendo da qualidade. Acho que é um senso mais livre.

      Excluir
    14. É mais livre, é bom em alguns casos, mas em outros acaba sendo menos ousado, gosto de mais ousadia rs

      Excluir
    15. Se bem que continuações assim podem ousar pacas, afinal não tem obrigatoriedade alguma com o título.

      Excluir
  2. Coraline é top pra krlh, outra coisa boa desse filme é as teorias de rachar a cuca que tw fazem pensar em vários elementos misteriosos do filme tipo o fato do gato sumir pro mundo da Coraline no final do filme ou a burrice da coraline ter jogado a chave no poço que e UM FUCKING PORTAL PRO MUNDO DA BELADAMA!!!

    a. Tinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te juro que espero pela continuação que jamais existirá. De fato, tem muita coisa boa pra se teorizar, por isso digo: Esse filme eu faço questão de parar pra assistir.

      Excluir
  3. Esse é meu filme de animação favorito, sem dúvida.Passei um tempão namorando a capa dele na locadora (pois é, quando tinha locadora ainda) até decidir alugar... E ele vir com tantos problemas de gravação que descobrir a ordem certa das cenas e assistir ao filme nessa ordem foi quase um puzzle! É o tipo de história que seguramente tem material de sobra pra continuação, até em blogs como o Danizudo (que se dedica a vídeos e informações terríveis sobre controle mental monarca e nova ordem mundial) ele já recebeu sua análise.Minha mãe também ama esse filme de paixão e já o viu várias vezes. O livro é bom também mas é curtinho e pra ser franco eu amo mais ao filme do que a ele, muitos pontos mudados no filme eu curti mais do que no livro (inclusive o final que não foi ambíguo como o do filme). Há muitos pontos pra serem observados como por exemplo os números nos potes de caramelo (três potes e cada um sem dúvida com o ano em que cada criança sumida desapareceu) e o estranho desaparecimento do gato no final que ainda deixa muita esperança pra uma continuação !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desafios que os jovens da nova era não vão enfrentar. Locadoras fazem falta hein... filmes terceirizados que não tinham outra alternativa pra serem assistidos, e levavam consigo algo além da história do próprio filme, mas a história de todos os malditos que pegaram a fita/dvd antes da gente. Que época...

      Eu não conheço muitos blogs, sou bem recluso, mas como assim recebeu a análise?

      Eu nunca li o livro, mas confesso que não tenho interesse... o filme pra mim é uma obra prima, sendo totalmente fiel ou não, e pelo que pesquisei, as novidades que o filme trouxe só enriqueceram ainda mais a história da mocinha.

      Espaço há pra continuação... daria pra fazer até uma franquia (é fácil pedir rs... mas é uma trabalheira pra fazer algo assim né). Quem sabe um dia ainda assistamos algo do mesmo estilo, no mesmo universo... não para termos respostas, mas pra ficarmos mais apaixonados ainda pela obra original.

      Excluir
    2. Elas fazem, cê acha? Rsrs pensar que eu ainda peguei essa era aí e vi a sua queda quando os dvds chegaram (os filmes da Múmia eu vi os dois aliás por fitas)!

      Rsrs sim, quis dizer que já tinha visto sua análise e a análise dele já faz um bom tempo mas não tinha comentado ainda (esse "recebeu" aí nem sei de onde veio), o blog dele também é bem legal embora super sombrio.

      De acordo, eu mesmo gostei mais do filme, me intriga porém o fato de omitirem que a Outra Mãe enterrou a própria mãe viva há muito tempo atrás.

      Sim, seria show! Até hoje há várias teorias aliás e fanfics a respeito, inclusive sobre a idade da Outra Mãe e sobre quem seria de fato o gato.

      Excluir
    3. Sr, nada se compara a época em que as pessoas se reuniam em locais para escolher filmes, levar pra casa, e assistir, normalmente em família, compartilhando experiências como frustração e surpresa, tanto ao notar que as fitas tavam bichadas, quanto ao ver que o filme não se parece nada com o que a capa sugeria. Mas era sempre uma aventura, que se repetia de tempos em tempos como uma belíssima tradição, morta, hoje, pelas mídias virtuais e streaming.

      Repito, não conheço, mas acredito que seja mesmo bom.

      Informação bem bizarra essa, mas sinceramente, estranho ver a Outra Mãe como uma "filha" em tempos remotos... sei la, pra mim ela sempre foi aquela mulher feia... rs...

      Bem, nunca se sabe... o mundo do cinema é uma caixinha de surpresas. Um dia podem canonizar alguma fanfic de responsa.

      Excluir
  4. Uma continuação seria meio que impossível (apesar de ser uma ideia maravilhosa), pois o próprio diretor da Laika disse que "seu estúdio é um livro vivo, uma fábrica de contar histórias, sem sequências ou prequelas".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É algo louvável mas, igualmente triste. Mas pra tudo tem uma primeira vez (a esperança é a última que morre!)

      Excluir

CadastroMorte

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner