ArquivoMorte

PesquisaMorte:

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

AnáliseMorte: Kingdom Hearts 2 - Final Mix - A História Completa Parte 2 (3/3)

AnáliseMorte: Kingdom Hearts 2 - Final Mix
A História (PARTE 2)




É uma pena, quando eu estava editando, e colorindo o texto, tudo bugou e o blogger não salvou metade da postagem, então, eu dividi o texto em duas partes. Eis a segunda parte. 

Antes de ler, saiba que tem spoilers, e é preciso ler o texto anterior pra uma compreensão completa:


Boa leitura!


                                                                                                                                                                   
       Quarta Parte: Retorno aos Mundos       
                                                                                                                                                                   

Piratas do Caribe

Um membro da Organização encontra o Baú das Peças de Ouro aztecas e amaldiçoadas.




Sora retorna pra Port Royal e ao perceber um confronto e gritos, vai verificar e descobre que os Esqueletos Vivos ainda existem, e a maldição voltou.




Eles ajudam Jack a derrotar alguns piratas amaldiçoados e durante a conversa, ele confirma que a maldição voltou, mas não sabe a razão, e pra variar, Elizabeth surge dizendo que Will foi até a Ilha do Baú pra verificar o que houve, mas ele sumiu.




Apesar e Jack não querer ajudar inicialmente, eles acabam pegando o Perola Negra e navegando até a ilha, sendo atacados por piratas no caminho, e lutando bastante a bordo. Depois de acabarem com Piratas e Sem Corações, eles encontram o Interceptador, navio que Will usou para tentar chegar na ilha.




Eles conseguem encontra-lo e resgata-lo, e ele conta que foi com uma tripulação até a ilha, e viu que o baú havia sumido, mas, antes que tentasse descobrir mais alguma coisa, um homem encapuzado surgiu e invocou várias criaturas monstruosas, que aniquilaram sua tripulação e apenas ele sobreviveu, voltando ao Interceptador e fugindo.




Com isso, Elizabeth suplica pra que eles voltem até a ilha e derrotem o encapuzado, mas Jack se recusa, e diz que o navio é dele, ele é o capitão do Perola, e eles não iriam ficar enfrentando monstros.



Convenientemente, o Baú aparece a bordo do Perola, e o encapuzado junto.




Ele diz que quer fazer um teste, pra ver quem é digno de servir à Organização XIII, invocando um Sem-Coração repleto de ganância e colocando-o ao lado do Baú, num desafio contra Jack, Sora e os outros, sobre quem pegaria o Baú primeiro.



Ele deixa a criatura e some nas sombras, e uma batalha começa.




Após derrotar a criatura, o encapuzado ressurge e tira o capuz, revelando ser Luxord, e pra variar, ele invoca "Parola". Essa palavra lhe permitia negociar com os piratas, sem a necessidade de confronto.




Luxord diz que devolverá o Baú, com um pedido de desculpas, mas, ele pega 4 moedas e joga pra Incorpóreos que fogem.




Pra variar, o Sem-Coração que eles derrotaram volta, agora sob a maldição, e com um grande turbilhão os arremessa direto pro Interceptador.




Antes deles se defenderem, Luxord aciona os canhões do Perola contra o Interceptador, detonando o navio (agora como ocorreu no filme).



Depois, ele foge com o Perola.




Ao acordar, no que sobrou do Interceptador, e incapazes de navegar, Sora e seus amigos se deparam com outra surpresa: Jack tinha sido amaldiçoado novamente. Porém, ele não tinha roubado nada.




Eles decidem buscar uma alternativa pra navegar e quem sabe, encontrar o Perola, e quem sabe procurar pelas moedas roubadas e encerrar a maldição. Alias, nessa parte era uma ótima oportunidade de fazer Sora, Donald e Pateta virarem esqueletos sob a luz do luar, mas eles não estavam sob a maldição pois aparentemente, ela foi provocada pelo monstro, não pelas moedas, e eles não eram afetados pela magia desse mundo (em teoria).




A parte que eles estavam do Interceptador havia encalhado em uma ilhota, e eles investigam, encontrando piratas amaldiçoados e, por sorte, um dos Incorpóreos que roubou do Baú.




Depois de caçarem ele e recuperarem uma das moedas, e com uma baita sorte, aparece Elizabeth e Will, a bordo do Perola Negra, revelando que viram tudo o que houve da cabine do Capitão, e que Luxord sumiu com o Baú, e eles roubaram o navio de volta.




Sora também explica quem era o cara do capuz, e que ele era um grande inimigo dele e seus amigos. Assim, eles decidem que precisam recuperar as outras três moedas o quanto antes pra impedir qualquer plano do membro da Organização XIII.




Eles navegam por ai, revisitando locais conhecidos e encontram os Incorpóreos ladrões, um por um, assim também recuperando as moedas...




Depois de recuperarem as moedas, Sora sugere que a Luxord iria buscar mais Sem-Corações, e pra isso, ele iria transformar pessoas normais, tudo pra alimentar o plano mestre da Organização. Então, eles precisavam buscar por ele, e o Baú, e o provável local onde ele estaria era a cidade de Port Royal. Jack faz questão de leva-los até la.




Logo de cara, ainda no porto, eles encontram o Baú, defendido pelo enorme Sem-Coração amaldiçoado, e consequentemente, imortal.




Na hora, Jack joga as moedas recuperadas no Baú, e a maldição do monstro some, porém, a dele próprio não. Assim, eles descobrem que Jack só seria livre dela, se o monstro fosse destruído, pois aparentemente ele havia jogado a maldição em Jack.



Ai rola a batalha contra ele, agora pra destruí-lo de vez.




Após derrota-lo, a maldição de Jack some, e Luxord comemora a extração do coração, agradecendo Sora por seus excelente trabalho e sumindo.




Jack fica confuso, mas Sora explica que a Organização XIII vem viajando pelos mundos, criando Sem-Corações, ele os destrói, e isso libera corações que é o que a Organização quer. Ele diz que ta buscando uma forma de detê-los, mas enquanto não descobre, continua destruindo os seres que eles criam, pra salvar as pessoas.




Assim, dessa vez eles pegam o baú, com todas as moedas, e jogam no fundo do mar pra que ninguém jamais encontre novamente.




Depois, Jack diz que é melhor manter a Organização e os Sem-Corações longe de seu mundo, pois isso acaba com os negócios dos piratas. Com isso, ele deixa a entender que só trabalhou ao lado dos heróis pra obter alguma vantagem própria.




Além disso, Jack pede um pagamento por seus serviços, uma recompensa, e aponta pele pela Keyblade, que Sora entrega sem hesitar.




A Keyblade apenas teletransporta das mãos de Jack pras de Sora, e o herói explica que ela só fica com seu dono, aquele com o direito de empunha-la. Ele jamais a teria.




Jack decide que um dia vai conquistar a espada, tomando na base da força, e convida Will e Elizabeth pra o acompanharem como sua tripulação, e entrelinhas, amigos.




Assim, Jack parte com o Pérola, pelos mares do Caribe, livre e com o Pérola... algo muito diferente do que ocorreu no filme.




Ao sair desse mundo, Tico e Teco identificam um mundo vazio, mas inacessível, e ficam monitorando ele, enquanto Sora e os outros continuam se aventurando.



Aladdin

Nos calabouços do Castelo, Iago assiste o ressurgimento de Jafar, de alguém que havia esfregado a Lampada.




Sora, Donald e Pateta chegam na loja do vendedor de lampadas, e reparam uma pequena mudança: Ouro pra todo lado.




Não é difícil perceber que são os tesouros da Caverna Mágica, mas eles ignoram isso pra perguntar sobre possíveis membros da Organização pela cidade. Nesse instante, Aladdin, Apu e Iago entram pela porta, dizendo que o Comerciante libertou Jafar.




Ele foge, mas Aladdin explica que ele conseguiu pegar a Lampada do calabouço e libertou Jafar, obtendo todo aquele tesouro com os pedidos. Ai, Iago acaba dizendo que viu tudo, e confessa que sabe onde Jafar estava.



Eles lutam pra chegar ao local indicado por Iago, mas havia uma tempestade de areia impedindo.




Ao invés de desistirem, o Gênio aparece e resolve tudo com um estalar de dedos, reclamando pela facilidade do trabalho.



Assim, Sora pega o Tapete e vai atrás de Jafar.



Ele segue uma silhueta transparente de Jafar, por ruínas repleta de Sem-Corações.




Mas, depois de derrotar os Sem-Corações, e chegar onde Iago dizia ser o esconderijo de Jafar, e da Lampada, dentro de uma torre...




Iago confessa que Jafar não estava la, e era tudo parte do plano dele, plano que ele forçou Iago a seguir, para destruir o Palacio. Aladdin fica tão chateado quanto os outros, afinal eles tinham confiado no papagaio, e assim, eles caem em outra armadilha.



Todo o local desmoronaria, todas as ruínas afundariam na areia, e eles escapam às pressas.




Em Agrabah, Sora e Aladdin são obrigados a ouvir as ladainhas de Iago e do Vendedor de Lampadas, todos dizendo o quanto Jafar era manipulador e como os venceram a fazer o que era errado... mas no fim, ambos eram bem canalhas mesmo. Iago traiu seus amigos, e o Vendedor trocou a liberdade do gênio negro por tesouros.




Mas, eles ignoram isso tudo e tentam salvar o Palácio, indo de encontro a Jafar, que por sua vez estava com Jasmin capturada, prontinho pra força-la a se casar com ele.




Exatamente como no filme, Jafar foi confiante de mais com a morte de Aladdin e já canta vitória sem nem saber do resultado.



E ai, Aladdin, e Sora, aparecem, pra quebrar sua cara.




Jafar fica com muita raiva, e decide atacar os jovens com sua magia, mas Iago pula na frente dela, recebendo todo o impacto.




Então, o feiticeiro assume sua forma de Gênio e fica gigante, devastando o palácio e parte da cidade. Sora pega o Tapete e voa pra enfrenta-lo.



Depois de derrota-lo, numa difícil luta, Jafar é devolvido pra sua Lampada.



E diferente do que ocorreu no filme, ele não "se mata", pois sua lampada cai na terra mesmo, em segurança.




Ai o Gênio aparece, e diz estar triste por Aladdin ter enfrentado Jafar sozinho. Tecnicamente quem o enfrentou foi Sora, sozinho, porém Aladdin meio que recebe as graças da pós-batalha. Gênio entretanto não tinha participado (não é possível usar invocações enquanto fica no Tapete, se não eu invocava o Gênio só pra deixar essa cena sem sentido huahua).




Mas, Aladdin pede pro Gênio usar seus poderes pra dar um trato na cidade e no Palácio, por causa do caos que Jafar fez. Ele fica bem empolgado até, mas Aladdin diz pra ele não mudar nada, e deixar tudo como sempre foi.




Aladdin agradece pela força de Sora e dos outros, e de quebra eles decidem perdoar Iago, em retribuição ao seu sacrifício anterior.




O Gênio reconstrói uma barraca que eles sem querer destroem na conversa, e parte pra viajar um pouco mais, deixando claro que voltaria caso eles chamassem.




E Sora também se despede, com Aladdin dizendo que ele vai conseguir encontrar Riku um dia, era só não desistir, pois os amigos sempre voltavam (em referência ao Gênio).



Mulan


Sora vê um homem encapuzado correndo entre as casas destruídas da vila que o huno atacou, e imaginando que era um membro da Organização, o persegue.



Mulan estava correndo atrás dele também, coincidentemente, e ai eles se unem pra caçar o encapuzado.




No caminho e na busca, depois de peitarem alguns Sem-Corações, Sora conta sobrea Organização XIII pra Mulan, e ela diz que estava atrás do cara pois no Império diziam que ele era um espião, e ela queria captura-lo, e se deparou com Sora e os outros no caminho.




Ela pede ajuda deles pra vasculhar a montanha, e enquanto ela, Donald e Pateta correm, Sora sente a presença de alguém querido, Riku, e ao se virar, nota o homem encapuzado.




Ele ataca o cara, e ao mesmo tempo, milhares de Sem-Corações como os que seguiram o huno aparecem, e atacam junto, mas o cara parece ajudar Sora na batalha, mesmo sendo golpeado várias e várias vezes, e quando todos os Sem-Corações são derrotados, ele apenas some.




Os outros voltam, e Sora diz que acha que o encapuzado é Riku. De fato o cara usava a mesma espada de Riku... então, era algo possível. Então, eles decidem pelo menos destruir os Sem-Corações dali, pra não ser uma jornada perdida, e ai avistam um enorme Sem-Coração voador, indo direto pro Império.




Nesse mesmo momento, o Encapuzado já havia chegado no Palácio, derrubado o Capitão, e estava diante do Imperador.



Ele encara o Imperador, mas não é mostrado o que ele faz em seguida.




Mulan, Sora e os outros correm até a cidade Imperial, lutando contra vários Sem-Corações no caminho, e ao chegar, se deparam com os soldados do filme, que contam sobre os monstros cercando o Palácio.



Depois de eliminarem os Sem-Corações, eles correm pro Palácio mas os portões estavam trancados.




Então eles escalam os pilares, guiando Mulan que faz o mesmo, de mãos limpas (bem diferente do filme, onde ela quem guiava os homens e eles escalavam usando pano pra sustentação). Mulan estava muito mais forte.




Dentro do Palácio, eles se deparam com um homem encapuzado. Sora até o chama de Riku, mas ele começa a agir de um jeito diferente do anterior, se movendo muito mais.



Ai ele debocha de Sora, tira seu capuz e revela ser Xigbar, não Riku.




Eles são cercados por Incorpóreos, e após derrota-los, discutem sobre a infelicidade do cara de capuz ser mesmo um membro da Organização, e não o amigo de Sora, e vão em direção ao Imperador pra avisa-lo sobre o enorme Sem-Coração que viram.



Ao chegar a sala do trono, está praticamente tudo em ordem, tanto o Capitão está ileso, quanto o Imperador.



O Imperador então conta o que houve, diz que recebeu a visita de um rapaz sem nome, mas bem rude...




E que ele contou que tinha uma ameaça vindo para o Império, mas não era preciso mobilizar seus soldados pois Sora e seus amigos eram capazes de lidar com ela, e a China estava segura com eles.




Assim, Sora é incumbido de enfrentar a criatura, sob a fé de seu amigo misterioso, e assim ele faz, indo direto pra cima do dragão Sem-Coração.



Após destruí-lo, seu coração é extraído, conforme a vontade da Organização...



E Mulan abraça o Capitão que vem correndo, por um tempo, até se envergonharem e se separarem.




De volta à presença do Imperador, Sora pergunta se ele não sabia nada mesmo sobre o cara misterioso que lhe alertou, e assim, o Imperador conta a história dos dragões, e do fato de alguém ter corrompido um deles, criando aquela criatura.




Ele fala sobre o cara ter dito que Sora conseguiria derrota-lo de boa, e era preciso confiar. Assim, Sora fica bem esperançoso de que era seu amigo, mas ele estava com o manto da Organização, e isso era um problema...




Então, o Imperador concede um pedido pra Mulan, e ela solicita, toda envergonhada, um dia de folga pro Capitão (pra eles saírem um pouco).




Mas o Imperador educadamente recusa o pedido, informando que seu Capitão deveria ficar ao lado do Imperador. Entretanto, ele convida Mulan pra se tornar uma de suas guardiãs, ao lado do Capitão.




Assim ambos poderiam ficar juntos, lado a lado, até mesmo no trabalho. Detalhe que, no filme, Mulan é convidada pra trabalhar ao lado do Imperador também, mas como Conselheira, não como Guarda-Costas. Essa função nova se deve a sua evolução e fortificação, graças à parceria de Sora.




Mulan aceita o pedido (afinal ela provavelmente já tinha voltado pra casa e se apresentado a seu pai, como no filme, e nada lhe impedia dessa vez). E ela fica mó feliz.




Donald e Pateta insinuam que Sora teria seu dia ao lado de Kairi então, era só aguardar, e assim, eles partem pra continuar procurando.



Fera


Bela estava se preparando pra um grande momento de se relacionamento com Fera, ambos dançariam num baile particular, e ambos estavam bem nervosos... mas Fera sempre extrapola quando o assunto é "nervosismo", e isso estava preocupando ela um pouco.




Mas até que Fera estava bem comportado e controlado. Quando Sora chega, ele diz que não há nenhum Sem-Coração ou Incorpóreo no castelo, e ai Sora comenta que voltou para buscar uma forma de acessar o caminho das sombras que eles usam, e estava investigando os mundos.



Mas, ele é convidado para vislumbrar o baile, aproveitando sua visita.



Ai, no salão de bailes, eles se preparam pra começar a festa...



Quando o encapuzado surge...



E invoca vários Incorpóreos que acabam com a festa.




Depois de limpar o salão, Fera fica preocupado que algo tenha sido roubado e volta aos seus aposentos para checar, e ai ele fica em fúria.



Sua Rosa havia sido roubada, e no meio da raiva, ele chega a gritar com Bela.




Sora defende ela e então, Fera expulsa ele e Bela do castelo, dizendo que é melhor deixa-lo sozinho, pois ele era um monstro e tal.




Bela fica muito triste ao ouvir isso dele, e obedece, se preparando pra partir. É uma cena parecida com o que houve no filme, o que muda é que dessa vez, Bela não queria ir embora.




Sora decide consertar as coisas, fala que se recuperar a Rosa, Fera talvez voltaria ao normal, e até os objetos concordam. Porém,ele tenta fazer Fera ajuda-lo nessa busca, e depois de um baita discurso sobre a Coragem de Fera e suas responsabilidades, Fera acaba se tocando que o problema é o encapuzado, Xaldin, e não seus amigos.




Assim, Fera ajuda Sora a procurar por sua Rosa e expulsar Xaldin de seu castelo, uma vez mais. Eles conseguem encontrar o cara, ainda encapuzado, que os provoca.




Ele revela seu rosto, e diz que não desistiu de capturar o Sem-Coração e Incorpóreo de Fera, pois isso faz parte do plano principal da Organização em conquistar o Kingdom Hearts.




Ele estava com a Rosa, e depois de Sora e Fera derrotarem alguns Incorpóreos, ele sai pela porta da frente, indo para o pátio de entrada.




Enquanto isso Bela estava na varanda de seu quarto, pensando o que faria, se obedeceria mesmo Fera e sumiria, ou se esperaria Sora recuperar a Rosa. Ela avista eles no pátio, e de quebra, a Rosa aparece bem do seu lado, e ela fica feliz, por ter encontrado a Rosa.



Mas ante de chamar por Fera e dizer que tava tudo bem, Xaldin captura Bela.




Ele desce da varanda, com Bela em um mão e a Rosa em outra. Ele é expulso do castelo por Fera, e ele diz que iria embora com prazer, mas levaria algo consigo, e cabia a Fera decidir se seria a Garota, ou a Planta.




Fera tinha de escolher quem era mais importante, mas enquanto ele pensa, tendendo pra salvar Bela, ela da um chute no saco de Xaldin e pega a Rosa, correndo com todas suas forças.



Imediatamente, Xaldin começa sua luta.



Ao derrota-lo, ele finca todas suas lanças no chão, em um grande show de luzes, e evapora nas sombras.




Então, bela se aproxima de Fera, e devolve a Rosa pra ele, que agradece e pede desculpas por seu comportamento.




Ele diz que é muito grato a tudo que ela fez, e a convida pra viver no castelo permanentemente, além de chama-la pra dançar. Com isso, eles dançam, e ficam felizes.




E Sora parte deste mundo, tendo ajudado seu amigo. Mas, com a queda de Xaldin, o estranho local vazio que aparecia nos mapas estava um pouco mais visível.



Jack


No laboratório de Finkelstein, ele tinha conseguido terminar seu novo invento, apesar do contratempo que as crianças travessas criaram.




Mas a máquina não funcionava, e ele estava em busca de um novo assistente, quando do nada, algo o ataca pelas costas.




De volta a cidade do Halloween, Sora encontra um monte de presentes jogados por toda parte, e Jack os recolhendo.




Ele diz que imagina que são todos do Papai Noel, e pretende devolve-los, jurando que não é o responsável por eles terem sido espalhados pelo mundo do Halloween.




Ele também não tirou a roupa de Papai Cruel, mas confessa que não o fez pois foi Sally quem costurou pra ele, e ele não se desfaria de um presente assim. Mas seus planos com relação a tomar o Natal não existiam mais, então ele vai até Noel pra devolver os presentes.




O bom velhinho passa a desconfiar de Jack, achando que ele quem vinha roubando seus presentes. O fato era que alguém estava pegando presentes da fábrica, e Jack do nada surge, com alguns dos presentes roubados, e ainda trajado como ele. Noel não acredita que ele seja inocente mas, da uma chance dele provar a verdade e descobrir quem era o real ladrão, com ajuda de Sora e dos outros.



Eles vasculham a fábrica e não demora muito pra encontrarem as Crianças Travessas, mexendo com os presentes.




Mas, apesar de terem sido pegas no flagra, elas negam ser os ladrões, e pra variar, acham a ideia de roubar presentes bem divertida e começam a pô-la em prática.




Ao prender todas elas, elas dizem que não estavam roubando presentes, mas sim buscando por peças pra invenção do Dr. Finkelstein, pois elas tinham voltado a ser seus assistentes, e ai, elas vão embora, dizendo que a Cidade do Natal é chata de mais.




Jack conta para Papai Noel que não tinha certeza se as crianças travessas eram mesmo as ladras, pois a história delas até batia, e ele continuaria investigando. É ai que Sally aparece, dizendo que a cidade do Halloween estava sendo atacada de novo.




Eles correm, encontram vários Sem Corações, inclusive mexendo com os presentes roubados, ainda espalhados por toda parte.



E ao derrota-los, recebem um pedido de socorro do Dr. Finkelstein.




O cientista diz que seu invento foi roubado, e o ladrão o atordoou. Assim, ele pede pra eles recuperarem o invento, e os heróis logo deduzem que o ladrão de presentes também é o ladrão do invento, decidindo voltar pra Cidade do Natal e montar um plano pra captura-lo.




Jack teve uma brilhante ideia, pra atrair e capturar o ladrão. Ele pede permissão pra Papai Noel, e usa a fábrica dele pra criar presentes.




Depois de um puzzle besta de atirar doces em presentes, e impedir que as Crianças Travessas atrapalhassem na fabricação...




Eles constroem um monte de presentes e Jack pede um espaço pra colocar todos juntos, como uma grande isca. Assim, Noel encontra o local ideal, e pergunta qual o plano real pra capturar o ladrão, caso ele venha mesmo aos presentes, e ai Jack revela sua grande ideia.



Eles se escondem em um grande presente e aguardam a chega do ladrão.



De fato, o vilão aparece, e assim, eles pulam para surpreende-lo.



Descobrindo que o ladrão na verdade é a própria invenção do Dr. Finkelstein.



Ai rola a luta contra ela...




Após destruí-la, Papai Noel aparece em seu trenó e pergunta o que o ladrão era. Jack explica que era uma invenção de um doutor de seu mundo, mas não entendia a obceção dela sobre Presente.




Papai Noel deduz que a criatura roubava presentes pois eles simbolizavam a alegria de uma pessoa dada pra outra, eles de alguma forma carregavam as emoções e o coração das pessoas, depositados através do carinho de se presentear.




O robô queria apenas ter um coração, uma existência, como os Incorpóreos. Com isso, Noel agradece Jack por descobrir a verdade e parte em seu trenó, de volta pra sua casa/fábrica.




De volta pra cidade do Halloween, Jack conta pra Dr. Finkestein sobre sua invenção não ter sumido, e sim, ser a responsável pelos roubos. Ele fica animado, pois pra ele, sua criação ter recebido vida foi um sucesso.




O Dr. nota seu erro, e em sua próxima criação, pretende incluir um coração, como fez com Sally (já deveria ter feito isso depois do outro robô que ele fez no passado, que também queria corações alheios).




Sora também tenta entender a máquina, e os reais significados dos presentes, quando Sally lhe explica melhor o que Papai Noel quis dizer. e o próprio Papai Noel aparece no mundo do Halloween, presenteando a todos com neve.




Jack mesmo pergunta como aquilo é um presente se não tem embrulho nem laço, e Sally explica que o importante de um presente é a atitude de querer presentear, de querer compartilhar algo bom com as pessoas de quem se gosta.




Assim, Jack entende o real significado de sua própria roupa, e porque ele estava tão apegado a ela, e agradece a Sally, querendo dar algo em troca, mas, ela é bem romântica e tudo que pede é que ele fique sempre cm ela.



Assim, eles dançam na neve...




E Sora se imagina no lugar deles, mas com Kairi... e fica pensando no que daria de presente pra ela quando finalmente se reencontrassem, se convencendo que ela, como Sally, apreciaria só a presença dele.



Sora queria rever Kairi...




E assim, ele termina suas aventuras no Halloween. Também, o local estranho que vem aparecendo no mapeamento da Nave Gummi começa a ficar ainda mais visível.



Mas ainda era inacessível.

Rei Leão


Sora vai para o mundo de Simba novamente, e ao entrar, da de cara com as hienas, que dessa vez não o atacam, mas criticam pelo que ele fez, ao acabar com Scar e com a festa delas. No meio da reclamação, elas começam a debochar do novo Rei, e dizem que ele está se saindo maravilhosamente bem, com um tom de ironia.




Sora e os outros correm pra Pedra do Rei pra ver como Simba está, e no caminho, encontram Scar, mas ele some em sombras assim que eles atacam.




Então, eles correm ainda mais pra avisar Simba que Scar voltou. La, eles encontram Nala, que diz que todos no reino já sabem do "Fantasma de Scar" e do que ta havendo, mas Simba não ta fazendo nada. Assim, ele decide ir conversar com Simba.




Simba estava depressivo, pensando em como seu pai reinaria, ao invés de começar a por a mão na massa. Com o incentivo de Sora e dos outros, principalmente do Pateta com seus sábios conselhos, Simba decide se levantar e mostrar que é um bom rei, contando com a ajuda de seus amigos.




De quebra, Nata revela que está grávida, o que serve de incentivo a mais. Alias, isso é um baita gancho pro final do filme, mas que nunca foi mostrado. No filme, do momento que ele assume o posto de rei pro nascimento de seu filho é uma única cena, e as terras do reino já estavam restauradas. Aqui, acompanhamos como tudo aconteceu nesse meio tempo.




Enfim, eles correm pra falar com Rafiki e tentar descobrir o que era, e como se livrar do Fantasma de Scar (era óbvio que era um Incorpóreo mas, okay). Rafiki reforça o fato dele ser um Incorpóreo, porém, atribui seu nascimento com a insegurança de Simba em ser um rei.




Só que Rafiki fala em enigmas, e deixa a entender que Simba é mó covardão, e nunca será um rei decente, se continuar no caminho que está.




Daí, eles decidem ir atras de mais informações sobre o fantasma de Scar, e decidem buscar pelas Hienas que provavelmente, saberiam algo (na cabeça deles faz sentido).




Elas se recusam a colaborar e tentam fugir, mas Simba e Sora as alcançam, e interrogam, e as hienas afirmam que não sabem nada sobre o fantasma, mas dizem que ele só aparece perto de "gatinhos covardes", se referindo a Simba. Coincidentemente, ele aparece atrás dele.



O fantasma fala, e critica Simba e sua "coragem", e o leão apenas sai correndo de medo.




Sora e os outros percebem que o fantasma estava se fortalecendo exatamente da fraqueza de Simba, e buscam por Rafiki, que diz que eles precisam ajuda-lo a enfrentar seus medos. Assim, eles partem pra procurar por Simba e tentar convencê-lo a encarar Scar.




Eles correm até a floresta afastada do Hakuna Matata, onde Simba provavelmente se abrigaria de medo, enfrentando vários Sem-Corações e o próprio Scar sombrio, que surge sempre que eles passam por um local novo. No fim, chegam até Simba, que estava sendo atormentado pelo fantasma de Scar.




Simba tenta derrota-lo mas, logo em seguida começa a choramingar por não ser capaz de ser como seu pai. Ele estava inseguro de mais, e o fantasma adorava isso, pois o fortalecia pacas.




Sora e os outros tentam convencer Simba que ele só tinha que ser ele mesmo, e acabaria reinando tão bem ou até melhor que seu pai... mas Simba não escuta.



Assim, Sora desiste dele, e se afasta.




Quando o fantasma de Scar aparece outra vez, mas, Sora, Donald e Pateta que falam por ele, de longe, escondidos, provocam Simba, debocham dele, dizem que ele perderá os amigos por ser covarde, e ele fica bem irritado.




Ele ataca o fantasma, dizendo que ele ta errado... e ai Sora e os outros aparecem, comemorando o fato dele ter vencido seu medo, o de ser um rei ruim (justamente o que ele estava sendo por ser tão inseguro). Simba declara que tem sorte de ter amigos confiando nele, e compara isso com a situação de seu pai, mencionando Scar, o irmão que tentava apunhala-lo, e assim, entende o quão vantajosa era sua própria situação.



Seu medo, era idiota, e ele precisava seguir em frente.




Ai, Timão aparece dizendo que o reino estava sendo atacado por vários fantasmas de Scar, e precisavam do rei.



Simba retorna, enfrenta Scar, e assim, ele evapora, bem como todos os outros do reino.




Mas, antes que comemorassem, a energia maligna de Scar, e de todos os fantasmas, começam a se acumular no centro do reino.



Um Sem-Coração colossal se forma, e a batalha contra ele se inicia na savana.



Após enfrentar a criatura gigantesca, e derrota-la...



O coração é extraído, um bem grande, e as terras ficam livres dos Sem-Corações e do Fantasma de Scar.




Mas a batalha contra os Sem-Corações continuava. Sora é questionado por Simba quanto a sua missão de enfrentar essas criaturas, e se um dia ela terminaria, e Sora diz que enquanto a Keyblade estivesse com ele, ele precisaria lutar.




Era o "Ciclo da Vida". Rafiki diz que Sora sempre vencerá se mantiver seu coração forte, pois este era o segredo. E Simba faria de tudo pra fazer com que o Reino voltasse a ser próspero e cheio de vida.



Assim, Rafiki desenha Sora, Donald e Pateta acima da imagem do Rei Simba, e fim.



Hércules


Voltando ao mundo de Hércules, Sora novamente cai no Submundo, mas agora nota algo diferente, um tipo de coliseu sombrio no meio do mar dos mortos. Ele também encontra Auron, que o explica que aquele local é de fato um coliseu, proibido, que havia sido trancado por Zeus por ser perigoso, mas algum tolo o abriu (Sora não sabia que foi ele mesmo).




Auton não fica pra conversar, ele diz pra Sora ver seus amigos e vai embora. Daí, ele tira alguma de suas dúvidas com Agonia e Pânico, dois servos de Hades que estavam gerenciando o local proibido. Eles informam que Hades apenas está dando ao povo a diversão que perderam com a destruição o Coliseu do Olimpo, e que em seu torneio, apesar de ser bem mais difícil, nem tem morte ou coisas assim, e Sora poderia participar.




Achando tudo muito estranho, Sora resolve ir ver Hércules e, ele já estava a caminho do Submundo, a pé mesmo, ele não tinha morrido (eta). Sora pergunta se ele ta bem, e ele diz que se sente igual, fraco e cansado.




Mas, por preocupações de Meg, ele foi até la pra verificar o que era o tal Coliseu, que Hades chama de "Inferiódromo", ao invés de ficar descansando. Ai, Hades aparece, convidando Hércules pra participar dos seus torneios como o bom herói que ele era.



Pra forçar ele a participar, Hércules ameaça Meg, e assim, some.




E, pra ajudar, Sora, Donald e Pateta escolhem participar junto, se inscrevendo com Agonia e Pânico (sim, eles só servem pra fazer as inscrições pros torneios, um que é tipo um treinamento, e o outro que é o principal).



Sora conquista várias taças, vencendo várias etapas dos torneios, várias Copas.




E ai, a Copa Hades, a principal, começa, com Hércules se inscrevendo. Sora também nota que Auron estava inscrito, e ele até se empolga em enfrenta-lo, contando a Hércules que ele era bem forte, mas um amigo.



Hércules forma um time com Sora, porém ele fraqueja durante a luta, e isso faz ele lamentar.




Eles participam dos vários rounds, e sempre Hércules choraminga por estar mais fraco do que o normal, e Sora diz que ele não precisa se esforçar tanto, pois eles estão ali justamente pra ajuda-lo a lutar, sem se cansar, e eles dão conta.




Ai, Auron aparece, provocando eles de forma vazia, dizendo que os derrotar-a pra redimir seus crimes e assim, se vira e vai embora, até a próxima etapa do torneio começar.




Sora, Donald e Pateta correm pra tentar falar com ele e o seguem, chegando a um ponto que o encontram conversando com Hades. Ele estava estranho, como se tivesse hipnotizado, e totalmente subjugado por Hades.




Eles escutam a conversa e o plano, Auron iria ter de derrotar Hércules, pra conseguir o perdão por existir. Mas, Hades pede pra Auron também acabar com Sora, Donald e Pateta, e ele se recusa, dizendo que o trato era se redimir destruindo Hércules, não seus amigos.




Então Hades pega um tipo de boneco de Auron, e usa sua magia pra reforçar seu encanto sobre ele, fazendo-o obedecê-lo e aceitar a mudança nos planos pra acabar com todo mundo.




Eles decidem ajudar Auron de alguma forma. Primeiro, tentam falar com ele, mas ele os ignora completamente e vai para o coliseu.




Depois, eles comentam com Hércules sobre o que viram, e ele diz que já presenciou algo parecido, e que o boneco era realmente usado para controlar as pessoas (Meg foi controlada assim no passado, tecnicamente. Não sei como Hércules descobriu, pois no filme ele não chega a ver essa parte, mas provavelmente as coisas mudaram tanto que ele buscou a "alma" de Meg e a recuperou de Hades nessa versão).



Hércules se oferece pra lutar sozinho contra Auron, enquanto Sora e seus amigos buscam pela estátua.




Mas, Hades só permite a saída deles mediante um acordo (pois eles estavam escritos e sair da competição era desistência). Ele diz que o vencedor dessa etapa, teria de lutar contra Sora e seus amigos.




Eles correm pros aposentos de Hades, onde imaginam que a estátua poderia estar, enquanto Hércules, todo fraco, peita Auron lutando no seu máximo.




Eles conseguem achar a Estátua, e ao tocar nela, escutam memórias de Auron (dele conversando com seu pupilo em FFX) e entendem que ela era a Alma dele.



É quando aparecem vários Incorpóreos, e uma luta praticamente interminável começa.



Quando Sem-Corações também surgem, e atacam os Incorpóreos, dando tempo pra Sora fugir.



Auron estava quase derrotando Hércules...



E ai chega Sora com a Estátua, devolvendo ela pra ele...



Com isso, ele para de lutar e deixa Hércules descansar, o que irrita Hades...



Então ele pula no ringue, e ameaça os heróis, colocando Meg (que estava na arquibancada) em perigo...




Como Hércules não cumpriu o acordo, na cabeça dele, ele estava certo em fazer isso, e arremessa Meg no mar dos mortos.



Hércules não perde tempo, e pula atrás dela...



E Sora, Auron e os outros tentam acabar com Hades, mas ele era imune a golpes.




Pra sorte deles, Hércules retorna do mar dos mortos, com Meg em seus braços, e o brilho de um deus. Ele havia alcançado o reconhecimento divino de um Herói de Verdade e recuperado sua posição divina em seu ato de auto-sacrifício pra resgatar sua amada. Assim, ele passa a ter o poder pra enfraquecer Hades, indiferente dele estar no submundo ou não.



Com a ajuda da luz de Hércules, Hades tinha uma fraqueza...



E após derrota-lo, numa batalha de 5 contra 1, ele tropeça e cai no mar dos mortos.




Depois dessa vitória, Auron se despede de seus amigos, dizendo que por muito tempo protegeu os outros, e agora era a hora de trilhar seu próprio caminho.




Ai eles voltam ao Coliseu do Olimpo, onde conversam com Hércules, totalmente regenerado, e Meg, feliz da vida, que os agradece pela ajuda, depois de zoar um pouco.




Eles tinham de partir, e agora que Hércules estava bem de novo, ele podia dar conta de tudo. Ele pretendia continuar treinando e se mantendo em forma pra caso Hades retornasse (Hades não morreu, pois deuses não morrem), e diz que Phil ainda teria seu emprego por muito tempo.




Nesse momento, Sora e os outros perguntam pra Phil se já podem ser considerados heróis de verdade, como Hércules, já que eles participaram da mesma luta e tal, mas Phil diz que eles ainda são meros heróis mirins. Ele ainda diz que se dependesse dele, ele até os consideraria heróis mas, forças maiores diziam o contrário.



Ai algo aparece no céu e Phil chora de orgulho (ou vergonha kkk, por ter sido contrariado)...



Sora, Donald e Pateta, haviam sido reconhecido pelos deuses, como Heróis de Verdade, pintados nas estrelas.



Tron

Com todos os mundos revisitados, o caminho pra Hollow Bastion reabre, e Sora retorna para ver como andam as coisas por la, e ao entrar, descobre que dessa vez o Sistema de Segurança está completamente danificado, chegando ao ponto de atacar os habitantes.




No caminho, eles encontram Tio Patinhas, o tio de Donald, que estava desde o início tentando criar um sorvete perfeito, e ele consegue recriar algo que havia esquecido, de sua infância, o Picolé de Sal-Marinho. Era do mesmo sabor que Donald tinha provado da caixa estranha.




Ele ainda estava nas ruas vendendo sua iguaria, o que era bem perigoso pois tinham Sem-Corações surgindo por todo canto, e dessa vez, até Sem-Corações virtuais, do mundo de Tron, apareciam no mundo real.




Eles derrotam quantos podem, e correm pra casa de Merlin pra falar com Leon e os outros, e la, Cid explica que o MCP está trazendo os Sem-Corações do mundo virtual, pro mundo real, além de ser o responsável pela bagunça no sistema de segurança.




Eles falam que Leon foi verificar o que estava acontecendo e descobriu que o aquelas cápsulas próximas ao computador de Ansem, estavam sendo usadas pelo MCP pra gerar Sem-Corações, com base nos dados do computador.




Além do programa maligno ter ferrado com todo o sistema de segurança da cidade. Leon até tentou reverter mas, ele tinha tomado controle sobre o mundo virtual.




Eles dizem que Leon está buscando por Tron, que eles não conseguem contactar faz tempo, e que estão produzindo um programa pra erradicar o MCP, mas precisam muito de Tron para usa-lo de dentro do sistema. Assim, Sora, Donald e Pateta oferecem seus serviços.




No caminho até o Computador de Ansem, eles se deparam com as fadinhas, que estavam bravar por eles terem mentido. Elas lutaram na guerra ao lado de Leon, mas Leon não tinha tesouro nenhum pra dar pra elas, então, elas dizem que vão tomar todos os itens de Sora como pagamento.




Mas, por sorte, era brincadeira, elas dizem que Leon explicou absolutamente tudo pra elas, e, queriam até presentear Sora. Assim, elas vão embora após dar uma Keyblade nova.




Com bem mais Sem-Corações por todo canto, Sora consegue chegar ao Computador, e encontra Leon e Aerith, com quem conversa e se oferece pra ajudar. Leon pede também pra assim que ele encontrar Tron, leva-lo pra um terminal específico onde ele colocaria o programa de erradicação assim que Cid o terminasse.



Mais uma vez, Sora se teletransporta pro mundo Digital...



E começa a procurar por Tron, enfrentando vários Sem-Corações, bem mais que antes, e tentando achar o jogo no qual ele estava preso.



Enquanto isso, Cid consegue terminar o programa, e entrega pra Leon...



Sora encontra Tron, e o salva de um jogo corrompido, onde os Sem-Corações apenas atacavam, ao invés de jogarem.



Depois de tira-lo de la, eles contam o que tava havendo no mundo de fora, e Tron explica que o MCP conseguiu tomar o controle de tudo novamente, e estava querendo travar uma guerra contra os Usuários. Assim, eles falam do programa que Cid estava criando, e informam Tron para onde deveriam ir.



Enquanto Leon corre, enfrentando os Sem-Corações em seu mundo...



Sora e Tron correm, enfrentando os no mundo virtual...



No fim, eles conseguem inserir o programa.



Ao mesmo tempo que Sora e Tron chegam ao terminal.



E Tron se atualiza.



Com as novas rotinas, eles pegam uma nave que dava acesso ao Núcleo do MCP, e viajam, sempre enfrentando alguns Sem-Corações no caminho.



La, encontram Sark, contra quem são obrigados a lutar.



Depois de vencê-lo, jogando um disco e desabilitando todas suas funções...




Tron e Sora se voltam pro MCP, e ele tenta barganhar com Tron, convencê-lo a se fundir a ele, mas, Tron recusa, diz que os Usuários são seus amigos, e jamais os trairia.



Assim, o MCP se volta pra Sark e transfere todas suas funções pra ele, tornando-o um ser poderoso e gigante.




Depois de enfrentar Sark e o MCP, Tron começa a declarar o quão estava grato a Sora e aos outros, diz que sabia que eles o ajudariam...



E então, depois de dar um abraço.



Em cada um deles...



Tron começa a correr na direção do MCP...



E se joga no abismo do núcleo.




Sora e os outros retornam pro mundo real, onde os Sem-Corações Digitais tinham sumido, o sistema de segurança normalizado, mas estavam tristes, pois Tron havia se sacrificado.



Mas ai escutam uma voz do sistema de segurança, e ao invés de ser a do MCP, era a do próprio Tron, agradecendo novamente pela força de Sora e dos outros.




Ele diz que agora ele era o sistema, e quando Donald mexe nos teclados ele diz que sente cócegas então, todo mundo começa a fazer cócegas nele.




Mas ai ele pede pra pararem pois tinha uma surpresa. Agora que ele era o próprio sistema, ele tinha acesso a muita coisa que eles não tinham antes, e havia descoberto algo...




Ele havia encontrado os dados da cidade original, da Radiant Garden, que era o nome verdadeiro de Hollow Bastion, e ao mostrar elas, a memória de todos os habitantes da cidade retorna, fazendo-os lembrarem de como tudo era no passado.



As luzes voltam pra cidade, e eles se lembram de tudo, inclusive do nome verdadeiro.



E assim, tanto Hollow Bastion, quanto o mundo de Tron, estavam a salvo novamente.



                                                                                                                                                                   
Quinta Parte: Terminando onde tudo começou.
                                                                                                                                                                   

Twilight Town

Sora retorna pra Cidade do Crepúsculo, que mais uma vez abre sua rota, guiados pela foto de Roxas.




Eles correm, enfrentando vários Incorpóreos no caminho, até chegar a Mansão, guiados pelos próprios Incorpóreos sem perceber. La, dão de cara com Hayner, Olette e Pence, caídos.




Após serem acordados, Hayner conta que eles estavam investigando a mansão, quando foram atacados pelos caras brancos. Muitas coisas de sua cidade apenas sumiram e, eles acreditava a Mansão tinha algo a ver com isso.




Ele conta sua teoria, sobre haver uma segunda Cidade do Crepúsculo partindo daquela mansão, e pede pra Pateta mostrar a Bolsa e a Esfera que ele tinha, explicando que a Bolsa era única, pois Olette havia costurado a sua, e era idêntica a dele, e que a Esfera também deveria ser única, pois só havia uma de cada cor, no Troféu do Torneio, mas eles tinham duas azuis.




Sora e seus amigos se lembram que o Rei Mickey quem lhes deu a bolsa, e a esfera estava dentro, assim, eles começam a acreditar na possibilidade Hayner estar certo, oferecendo ajuda na investigação. Com isso, vários Incorpóreos aparecem, mas antes de começarem a lutar, o Rei Mickey surge do nada e acaba com todos.




Eles até lutam um pouco, na companhia de Mickey, e quando tudo termina, o Rei diz que ele encontrou Ansem, o Sábio, e Kairi também, ou pelo menos tem certeza de onde ela está. Depois, ele pergunta porque Sora e os outros estavam justamente ali naquela hora, e eles contam que foram levados pra Twilight Town por causa de uma foto, e que Sora achava que Riku quem havia lhe dado a tal foto.




Mickey não nega, mas também não confirma, apenas diz que se Sora acha, é porque é real. Assim, o jovem diz que ta cansado da enrolação do rei, e pede por explicações. Fala que quer saber onde Riku está, e por que Mickey não conta logo de uma vez, ficando até feliz quando Mickey não nega uma de suas afirmativas...




É quando Olette intervém, e teoriza sobre Mickey ter recebido a bolsa que deu a Sora de Riku, porém, por alguma razão o rei não podia comentar nada pois prometeu.



Mickey confirma, e pede pra deixarem isso pra depois, pois era hora de ir até Ansem.




Eles investigam a Mansão, toda abandonada mas com Incorpóreos surgindo as vezes, e buscam pelo que Mickey diz ser um computador de Ansem. Então, depois de muito procurar, eles acham uma passagem secreta subterrânea que leva direto pra uma sala com o Computador, mas Pence tenta mexer e ele estava protegido com senha. Assim, eles tentam descobrir, e ele pergunta se "Riku" deixou algo além da foto, e Donald fala do Picolé.




A senha, era Picolé de Sal Marinho, ou seja, o cara misterioso, provavelmente Riku, tinha deixado a senha e o mapa pra eles. Ela funciona, e aciona uma máquina com uma luz que os levaria para a outra cidade do Crepúsculo.




Mickey, Pateta, Donald e Sora viajam para o outro mundo, e la, tudo parece igual, exceto pelo fato do computador estar todo destruído (Roxas tinha quebrado ele).




Na outra cidade, eles não vão muito longe, e encontram uma rota das trevas completamente aberta. Era através dela que eles chegariam tanto a Ansem, quanto a Kairi, e Mickey diz para Sora avançar.



Mas la era o caminho dos Incorpóreos então, infinitos deles aparecem, e Sora tem que enfrenta-los até se cansar.



Mas Axel aparece, e começa a atacar os Incorpóreos, enfraquecido.



Ele conta que apesar de ter sido ele quem pegou Kairi, ela tinha fugido, mas ele queria ajudar.




Pede pra Sora não esquecer seu nome, e pede pra ele fugir enquanto ele segura os outros incorpóreos. Porém, Sora entra na frente dele, diz que não vai abandona-lo e se prepara pra lutar ao seu lado.



Após lutarem juntos, muitos Incorpóreos os cercam.




Então Axel apela, usa todas as suas forças pra um ataque de fogo muito concentrado, que acaba com todos em uma grande explosão.



Mas, com isso, ele começa a desaparecer.




Ele diz que Sora deve continuar, e dizer pra Kairi que ele sente muito pelo que fez. Sora tenta encoraja-lo, dizer que ele mesmo poderá dizer quando eles a resgatarem mas, Axel diz que era o fim pra ele.




Ele lamenta não existir, e diz que tudo que queria ver era Roxas, pois era o único que ele gostava, o único que fazia ele sentir que tinha um coração, mesmo ele sabendo que não tinha.



Axel se despede, e vira cinzas.



E Sora atravessa o caminho das sombras.



Enquanto isso, os membros da Organização que restavam comentam o fim de Axel, o fato dele ter morrido de uma forma tão estranha, buscando por algo que jamais teria. E no fim, Xemnas comenta que Axel tocou o coração de Sora e talvez, isso tenha despertado Roxas.




Então, Sora chega ao Mundo que Nunca Existiu, pelo caminho alternativo que encontrou. Esse mundo era justamente aquele que vinha aparecendo no mapa, pouco a pouco, mas era impossível de acessar. Só ai Mickey aparece pra ajuda-lo a explorar (poxa, podia ter ajudado na batalha anterior).




Eles enfrentam vários Sem-Corações e Incorpóreos, e ai percebem onde estão pra valer, diante do próprio Kingdom Hearts.



Mas ai, do nada, alguém com uma Keyblade aparece e ataca Sora, levando-o pra outro mundo.



Esse mundo, era dentro de Sora...



E a batalha é absurdamente intensa.




De inicio, o encapuzado não fala nada, mas em certo momento ele começa a perguntar porque Sora existia e ele não.



Enquanto atacava incansavelmente, até que consegue derrubar Sora.



Mas Sora consegue ataca-lo de frente, em um golpe letal...



E algumas memórias são compartilhadas. Ele se vê no lugar de Roxas, diante de Xemnas, logo após ter acordado pela primeira vez, tentando descobrir quem era.



Xemnas o batiza no ato, como Roxas, usando "Sora" como base, pois ele era Incorpóreo de Sora.



Ele diz que apesar de Roxas não ser ninguém, ele poderia lhe dar algo pelo que lutar, algo pelo que "viver".



Xemnas deu a chance de Roxas ser uma nova pessoa.




Depois, Roxas se vê na Torre do Relógio em Twilight Town, ao lado de seu melhor amigo Axel, conversando sobre seu fim, quando Sora retornasse. Ele já sabia que voltaria pra ele, mas queria entender...




Naminé havia dito que quando ele desaparecesse, ele voltaria a ser Sora, mas, enquanto a Roxas? Enquanto ao ser que ele se tornou após o encontro com Xemnas? Essa dúvidas faziam ele temer seu retorno ao corpo original, e Axel chega a questionar se ele não tinha mesmo um coração.



E ai, Roxas deposita sua fé, em Sora, dizendo que ele encontraria a resposta.




Eles começam a tomar Picolé de Sal Marinho, e lembram dos velhos tempos, de quando se conheceram ali mesmo, e Axel pergunta se ele se lembra de tudo. 




Ele cita a cidade de onde veio, Hayner, Pence, Olette (eles se conheceram de alguma forma, ou esse já era um momento em que as memórias se misturavam com pensamentos), e ai, ele se despede de Axel, enquanto desaparece em luz.



Após a despedida, o capuz de Roxas cai...



Ele se vira pra Sora e diz "Você é um bom outro eu", após dizer que ele é bem mais forte que Riku.



Sora acorda, de pé. Donald e Pateta dizem que ele ficou paradão enquanto eles tiveram de peitar um monte de Incorpóreos sozinhos, e ai ele diz que o cara que o atacou, derrotou Riku. 




Mas, eles não viram ninguém, pois foi tudo na cabeça dele, e pra variar, eles dizem que como era alguém de manto negro, era da Organização e provavelmente só tentou confundi-lo. Mas no fundo, Sora sabia que era Roxas.



Então, eles chegam ao Castelo da Organização, onde precisavam entrar. Mas não havia ponte, e ele flutuava.




Enquanto isso, Kairi e Pluto estavam presos, enjaulados dentro do castelo da Organização. Era pra la que Mickey estava indo.




Saix estava responsável por monitora-la, e diz pra ela que eles a mantinham ali, em cativeiro, como uma forma de manter Sora motivado, e assim, enfrentando Sem-Corações. Porém, ele tira os olhos dela por um tempo...



E Naminé abre uma rota sombria dentro da jaula, libertando Kairi.



Legal que ela diz "Confie em si mesma" pra que Kairi a siga.



Da união de suas mãos, uma luz surge...



E essa luz, ressoa com a Keyblade de Sora...



Construindo uma ponte entre ele e o castelo.



O coração de Kairi estava chamando por ele, e ele avança pra dentro do castelo.



Enquanto isso, Kairi e Naminé fugiam juntas, com Pluto logo atrás...



Quando são surpreendidas por Saix e seus seguidores (isso confirma inclusive minha teoria de aprendizes).




Ele diz para ela voltar, e promete que a levará para Sora, porém, ela se recusa, diz que voltará pra ele, mas não com Saix...




E quando ele tenta pega-la a força, o encapuzado com a espada sombria de Riku surge, e Naminé grita que agora é vez dele agir.




Ele afugenta Saix, abre um portal e se prepara pra ir embora, mas, Kairi corre na direção dele, e diz que sentiu muitas saudades de seu amigo Riku, mas, ao tirar seu capuz... é Ansem.




Enquanto isso, Sora batalhava pelo castelo, atrás de sua amiga. Ele sabia que ela estava la, estava sendo chamado, mas ai, Saix aparece, dizendo que Kairi estava com amigo das trevas de Sora, mas, não importava mais, pois o Kingdom Hearts já estava cheio, e Sora não era mais necessário.




Mas, ele invoca mais uma tonelada de Sem-Corações e joga em Sora, pra ele libertar o máximo de corações até ser executado.




E ai, Kairi aparece, alguns andares acima, vendo ele de longe e chamando por seu amigo, quase caindo no processo.




Vários Sem-Corações surgem perto dela também, e o cara sombrio com cara de Ansem e espada de Riku, cria uma Keyblade, e entrega pra Kairi (virou loucura!)




Ele diz que sem eles, Sora fica perdidão, e Kairi se oferece pra lutar junto. Daí, o estranho e Kairi lutam lado a lado, com ela sendo uma portadora provisória da Keyblade!




Só pra constar, a espada de Riku havia se transformado em uma Keyblade também, logo, eram 2 Keybladers além de Sora e Mickey!!!




Pra variar, os desaparecidos Bafo e Malévola surgem, cobiçando o grande castelo da Organização, e apesar de Bafo mencionar que, a proximidade com a escuridão acabaria por tirar o poder deles sobre os Sem-Corações, Malévola decide que aquele castelo seria dela, e pede pra não subestima-la.




Mickey não estava com Sora pois tinha se separado pra procurar Ansem, o Sábio, que ele também sabia que estava por la. Era seu amigo, e ele estava sendo chamado, como Sora com Kairi. E, ele o encontra, derrubado por vários Incorpóreos.



Após salva-lo, ele acorda Ansem, que era DiZ, disfarçado.




Ele tira suas vendas, e mostra sua verdadeira face. Ansem também diz que esta la para se vingar, e que não podia contar com Mickey, coisa que Riku havia dito pra ele várias vezes. Ele diz que Riku esteve com ele depois que eles se perderam na escuridão, e por muito tempo ele o ajudou muito...




Mickey diz que eles não se perderam, e sim que Riku escolheu vagar sozinho, pois estava com Ansem dentro de si, o falso Ansem, o Sem-Coração de Xehanort. Assim, Ansem diz que agora entendia porque ele ficou daquela forma física, e que era culpa dele.




Ele conta que pediu pra Riku ir atrás de Roxas pra ele, e Riku escolheu se entregar totalmente às trevas pra completar a missão, coisa que era importante para trazer Sora de volta.




Depois disso, Riku se perdeu pras sombras, e se apresentou como Ansem (foi o momento da pergunta la, onde ele mente o nome), e isso doeu muito pro verdadeiro Ansem, pois Riku foi vítima de sua vingança.




Foi nessa parte que Mickey encontrou Riku novamente, querendo ajudar Sora das sombras, mas já totalmente transformado fisicamente em falso Ansem, com a mente e coração de Riku. De vergonha, Riku fez Mickey prometer que nunca contaria isso pra Sora, por isso ele ficou esse tempo todo enrolando o jovem.




Com esse dialogo expositivo, eles pegam uma máquina estranha criada por Ansem e marcham para completar sua vingança contra a Organização, agora, com Mickey oferecendo seu suporte.




De longe, Sora vê Kairi lutando ao lado de Riku, mas ele não reconhece seu amigo, pois pra ele estava com a cara de Ansem, logo, imagina a confusão. Ele nem deve ter notado que Kairi estava com uma Keyblade...




Pra variar, ele não tem tempo de pensar. Alguém começa a atirar, e surge Xigbar. Ele faz uma referência a Terra, Ventus e Aqua, comparando Sora com os "antigos guerreiros" e dizendo que ele não chegava nem aos pés dele, apesar de admitir que ele estava dando trabalho pra Organização XIII. 




Assim, ele desafia Sora pra uma luta, chamando-o de "traidor" se referindo a Roxas. Xigbar era bem problemático pra se desapegar do passado.



Após ser derrotado...



Sora pergunta porque ele o chamou de Roxas, e Xigbar some em cinzas, sem respondê-lo.




Mickey e Ansem estavam logo um andar acima de Kairi e Riku, e assistem a luta deles. Mickey pensa em ajudar, mas Ansem lembra que Sora esta chegando a eles e ele os ajudará. 




E o rei se preocupa pela forma física de seu amigo, imaginando se ele conseguirá voltar ao normal, e como Sora lidará com isso. Assim, eles continuam subindo.




Enquanto isso, Xemnas estava o mais próximo possível de Kingdom Hearts, elogiando ele, agradecendo e suplicando por sua força. Ele queria que Kingdom Hearts trouxesse existência aos Incorpóreos, quando Saix aparece, perguntando se ele já estava completo.




E Xemnas diz que quase, autorizando que Saix eliminasse os intrusos do castelo,  e ele fica bem empolgado com a notícia.



Sora chega até Kairi.




Ele diz que ela estava bem diferente (ela cresceu né, um ano!) e ai, ela diz que Sora não cumpriu sua promessa, e ela teve que ir atrás dele e de Riku, o que deixa ele bem triste.



Mas ela abraça ele, e tudo fica bem.



E o Pateta faz essa cara:



Então, Sora agradece Ansem, o Sem-Coração de Xehanort, depois de criticar ele bastante...




E ai ele se prepara pra ir embora, mas Kairi corre até ele, chama ele de Riku e pede pra ele não deixa-los, pois Sora entenderia. Riku estava mal, se martirizando, e não queria levar esse mal até Sora...



É quando Kairi pede pra Sora ajuda-la, se aproximar, fechar os olhos, e enxergar quem o moço realmente era.



Ao fechar os olhos...



Sora sente a presença de Riku...



E entende que aquele ali com eles, era Riku.




Na hora Sora chora, cai no chão e começa a dizer que finalmente achou seu amigo (ele ficou mais feliz em achar Riku do que Kairi, ta esquisito isso ai).




Riku, com a voz forte de Ansem/Fake, pede pra Sora se recompor, por que tava fazendo mó cena na frente de Kairi, e isso ia pegar muito mal. Donald e Pateta ficam sem entender, mas Pateta, como sempre, deduz corretamente que aquele que os ajudou antes, era mesmo Riku, só que numa forma que os assustariam, por isso ele tava se escondendo.




Riku explica pra Sora que ele esteve por perto, mas não queria ser encontrado, por isso não se apresentou, pois tinha vergonha de sua forma atual. Ele estava com o rosto do inimigo, e não sabia se Sora o aceitaria assim.




Ele conta que chegou a ser possuído pelo sem-coração de Xehanort, mas, ele o derrotou, e controlou, porém, precisou de seu poder máximo, sendo obrigado a assumir essa forma vergonhosa, e permanecer dela pra controlar os poderes das trevas. Algo que ele faria até vencer a Organização.



Assim, eles se unem pra lutar, com Sora, Riku e Kairi na mesma party!




Mickey e Ansem estavam no local que ele queria, preparando o dispositivo estranho que ele levou até la. Era uma arma, pra sugar Kingdom Hearts e codifica-lo em dados.




Ansem não sabia se daria certo, mas queria por em prática pois só assim, só monopolizando o Kingdom Hearts, ele impediria os planos da Organização XIII. Ai ele dispara um laser até a lua de coração.




Sora, Kairi, Riku, Donald e Pateta chegam até o Cemitério da Organização. A sala final, entre eles e Xemnas. Pra passar eles precisavam derrotar os últimos peões de Xehanort, em seus respectivos quartos/lápides.




Cada túmulo tinha uma luz, azul ou vermelha. As azuis simbolizavam membros da Organização que estavam de pé, as vermelhas os que caíram. Porém, só dava pra acessar aquelas que tinham as lápides completas, simbolizando que seus respectivos membros estavam em seus quartos. A das Keyblades Cruzadas, que representava Roxas, era a única que ainda estava azul, mas com a lápide destruída.




Então, eles entram em uma das Lápides, e olham o laser indo em direção a Kingdom Hearts, o que Riku supõe ser Ansem agindo.



Mas, antes de saírem e tentarem alcança-los, surge Luxord.



Ele invoca suas cartas, prende todo mundo menos Sora, e começa um jogo com ele.



Ao derrota-lo, e libertar seus amigos...



Ele diz que Roxas mandou muito bem e desaparece.



Eles partem para a próxima lápide.



Era o quarto de Saix, e logo de cara ele chama Sora de Roxas, o que já tava deixando ele irritadíssimo...




Ele lança um ataque fortíssimo na direção de Kairi, mas Riku a protege, ficando fora dessa batalha, e Sora, Donald e Pateta se juntam contra ele.



Depois que ele cai, ele lamenta por Roxas, e por não poder assistir o resultado dos planos de Xemnas, e desaparece.



Sora fica mal, e decide perguntar pra Riku quem era Roxas. Riku conta que ele era o Incorpóreo dele...




E ele conta que Roxas podia usara Keyblade por causa disso, o que era algo muito importante pra Organização, razão pela qual ele foi mandado para rapta-lo... e perdeu na primeira tentativa.



Riku havia conseguido derrubar Roxas, com a Keyblade que ele emprestou na luta contra Sem-Corações.



Por questões de orgulho, ele devolveu a arma pra seu portador, e eles se enfrentaram novamente.



Só que Roxas venceu essa batalha, ao usar duas Keyblades.




Em seguida, Riku, que não podia falhar, decidiu abrir mão de sua forma física pra dominar totalmente o poder das trevas dentro dele, que ele já tinha dominado antes.



E assim, ele se tornou Ansem, o falso.



E venceu a luta.



Então, ele entregou Roxas pra DiZ, como foi pedido... mas escondeu seu rosto desde então.




Depois disso, Riku descobriu que Roxas tinha deixado a Organização XIII, então, talvez, ele nem precisava ter lutado contra ele, e talvez, nem precisava ter assumido aquela forma. Ele tinha descoberto justamente que Roxas havia saído pra procurar Sora, e se unir a ele.



A porta do cemitério tinha se aberto e Sora e seus amigos podiam ir até o rei e Ansem.




A máquina de Ansem estava tendo problemas pra conter as informações de Kingdom Hearts. Ele diz que sabia que corações não podiam ser codificados, que as coisas eram muito diferentes do que havia no papel, e que Roxas, Kairi e Sora tinham mudado muito a forma dele pensar. Antes, ele era ignorante de mais pra reconhecer que, o mundo era bem mais bagunçado do que ele imaginava. Assim, ele pede pra Mickey fugir da explosão eminente. 




Ansem estava arrependido de seu ódio pelos Incorpóreos, principalmente pelo desdém com Roxas, e até pede perdão. Assim, Xemnas aparece, e começa a debochar dele e seu trabalho, e de sua interferência infrutífera em Kingdom Hearts.




Aprendiz e mestre discutem, Xemnas culpa Ansem pelo nascimento de todos os Sem-Corações, e Ansem de ter perpetuado o caos que ele começou. Um julga o outro, e eles brigam por suas ideias.



Então, a máquina explode.




Mickey não salva Ansem, apesar de tentar, e Ansem morre com sua criação, dizendo que era isso que seu coração queria.



A explosão libera centenas de milhares de corações, e luz...



Os corações chovem pelo mundo do vazio...



Retornando a forma de Sem-Corações, centenas de milhares de Sem-Corações...



Riku acaba voltando a sua forma real, com sua venda nos olhos.




O que Ansem fez, de alguma forma repercutiu na "maldição" de Riku... mas ele ainda se envergonhava de seus olhos, por isso se recusava a tirar as vendas. Acontece que, ao aceitar o poder das trevas, os olhos de Riku sofreram a primeira mudança, mas ele tira a venda, e seus olhos também tinha sido curados.



Sora que convence ele de tirar, e depois diz que ele tinha amigos e tinha que parar com essas frescuras.




Então, eles se preparam pra derrotar Xemnas, o último sobrevivente da organização, e só pra garantir que Riku é mesmo Riku, Sora fecha seus olhos e sente sua energia (ele tava grande de mais kkk).




Ao procurar por Xemnas, eles encontram vários Incorpóreos, e enquanto sobem mais e mais, percebem que um exército de Sem-Corações está invadindo tudo, bem na cola deles.



Quase entrando em desespero, pois a luta ia ser cansativa pacas, surge Malévola e Bafo na frente do grupo.




Ambos dizem que cuidarão dos Sem-Corações pra eles avançarem, e apesar de Bafo querer fugir, e Malévola só estar interessada no castelo, ambos são grandes heróis do momento.




E assim, eles sobem até o topo do castelo, onde encontram Xemnas, diante do Kingdom Hearts, destruído e "sangrando" corações.




Ele se vira pra Sora e os outros Keybladers, e ordena que eles busquem por mais corações pra encher a lua novamente, mas... eles se recusam educadamente (faltou Kairi ali).




Xemnas começa a falar sobre os habitantes da luz e da escuridão, e o fato dele e seus conterrâneos não pertencerem a nenhum dos dois. Ele questiona porque eles abominam tanto ele, e se não é justo darem uma chance pra ele existir, pra eles existirem...



Mas Sora quebra o gelo dizendo que Incorpóreos não são nada.




E ai, ele leva Sora pra uma outra dimensão, desenhada só pra eles dois. Essa dimensão é baseada no último local onde Roxas foi visto pela Organização XIII, quando foi "sequestrado". Xemnas tenta acordar Roxas dentro de Sora com isso, mas funciona como ele queria.



Após derrota-lo...



Sora reaparece diante de seus amigos, mas Xemnas havia sumido.




Ao olharem pra cima, Xemnas estava diante de Kingdom Hearts, dizendo que o completaria, em troca de ser completo. Ele pede poder emprestado, e penetra nele como um parasita.



Então, a Porta de Kingdom Hearts ressurge diante deles.



E eles se preparam pra batalha no mundo das trevas.



Juntos, Sora, Riku e Mickey abrem a Porta.



Mas assim que passam pela porta, são recepcionados por Xemnas, que tranca a mesma, arremessando Kairi e Mickey pra fora.




A longuíssima batalha contra Xemnas inicia, e Sora, Riku, Donald e Pateta se matam pra alcançar o Trono do Rei Incorpóreo.




Após derrota-lo, ele diz que precisa de mais ódio pra encher seu coração, e quando Sora menciona que Corações tem muito mais além de raiva e ódio, Xemnas diz que não consegue se lembrar, e evapora.



Mickey e Kairi tinham conseguido alcança-los, mas, era hora de sair daquele lugar sombrio. Infelizmente, o poder de Riku, de abrir caminhos nas sombras, não funcionava mais, pois ele tinha sido purificado.



E, com isso, eles estavam presos no mundo das sombras, até que um portal se abre...



Mas apenas Sora e Kairi conseguiam ver o responsável, Naminé.




Eles agradecem, e Naminé se dirige pra Sora, dizendo que falou que eles se veriam novamente um dia, e poderiam conversar melhor, mas que talvez não se reconheceriam...



Ai, Roxas sai de dentro de Sora, e começa a trocar uma ideia com Naminé.




Naminé diz estar surpresa, fala que imaginava que Incorpóreos sumiam pra sempre quando "morriam", mas ai, Roxas diz que eles dois são especiais, e que acharam seus originais. 



Enquanto eles dois, Sora e Kairi, estivessem juntos, eles estariam juntos também.



Kairi se funde a Naminé...



E Sora com Roxas.



Daí Kairi entra no portal sombrio...



E ele se fecha, com um baita tremor tomando conta de tudo.



O Dragão de Xemnas estava voando, e a batalha contra ele se inicia.



Riku pega uma nave que encontra, e ele e Sora atacam a monstruosidade...



Depois de enfrentar e se aproximar da criatura gigante, eles pulam na cabeça dela.



Onde o Rei dos Incorpóreos havia se alojado.



Xemnas distorce todo o espaço ao seu redor, e novamente é enfrentado, até ser destruído.




Então, ele volta a forma normal, ou quase, com um manto preto e branco, na dimensão da escuridão, beirando o vazio.



Ele diz que se a luz e a escuridão são eternos, eles, os inexistentes, o vazio, também é, e nunca desistira.



Depois dessa luta que praticamente nunca termina (é bem longa).



Sora e Riku conseguem derrotar Xemnas.



Mas antes de sumir, em um rascunho de luz e sombras, Xemnas invoca vários e vários Incorpóreos.



Eles acabam tendo de lutar contra o exército sozinhos, até cansar...



Riku é o primeiro a cair e pensa em desistir, mas, Sora o levanta e eles continuam...




Riku já esteve preso no mundo das trevas uma vez, mas agora, Sora estava ali pra motiva-lo, e mante-lo otimista. Eles dariam um jeito pra sair, e continuam andando e lutando.



No mundo das sombras, o tempo não existe, então não se sabe quanto tempo eles ficaram andando e lutando.



Mas, eles chegaram a uma praia, a Praia do Fim do Mar.




Eles se sentam um pouco nas areias, conversam sobre como o mundo da luz está agora, e ficam felizes por ter salvo a todos, por Kairi, Mickey e os outros estarem seguros, por terem derrotado Xemnas, enfim, eles estavam felizes. Mas, aos poucos, o esquecimento começa a tomar conta de suas mentes. No mundo das trevas, os pensamentos dão lugar ao vazio.




Eles se sentam próximo as águas, e Riku elogia Sora, e vice-versa. Ambos eram grato pela amizade um do outro, e se inspiravam muito um no outro.




Eles chegam a pensar que, apesar de estarem no mundo das sombras, o mar, o mar era único... Então, uma garrafa chega pelo mar, aos pés de Riku.



Ele abre, e ao ler a carta, descobre que era pra Sora. Era a carta que Kairi escreveu.




Isso conecta eles ao mundo da luz, a esperança retorna aos seus corações, e um feixe de luz surge no mundo das sombras.



Riku e Sora estavam livres, de volta ao mundo da luz, de volta ao mar das Ilhas do Destino, de volta aos seus amigos.



Eles nadam, encontram Kairi...



Donald, Pateta...



Mickey...



Roxas...



Naminé...



E Kairi, todos estavam juntos.



Fim.



                                                                                                                                                                   
        Cenas dos Créditos        
                                                                                                                                                                   

Depois de toda a história ser resumida com algumas imagens, vídeos são mostrados revelando o que ocorreu depois...

Castelo da Disney


Todos os habitantes originais do reino da Disney voltam pro castelo, dentre eles os sobrinhos de Donald e seu tio. 



E o Rei e a Rainha finalmente estavam juntos, tendo Pateta, Donald e Pluto cumprido a missão.



Twilight Town



Hayner e Seifer finalmente se enfrentam nas finais do torneio de espadinhas de borracha.

Ursinho Pooh



Todos estavam felizes e brincando, como sempre.



E se reuniam pra ver o luar, sempre aguardando por Sora.

Mulan



A mocinha e o capitão finalmente ficam juntos a sós...



Ou quase...

Fera

A maldição do castelo se desfez, ou seja, Fera e Bela, ou melhor, o Príncipe e a Princesa estavam juntos...



Deram o primeiro beijo e se declararam, indo para o baile.

Hércules

Eles conseguem restaurar o Coliseu do Olimpo... com a ajuda todos, inclusive Auron.



Mas depois disso, Auron descansa em paz.



Piratas do Caribe

Jack, Will e Elizabeth formaram uma tripulação, com Jack como capitão.



Eles navegam em busca do horizonte.



Jack

Eles estavam planejando o próximo grande Halloween, com a colaboração de todos.



Jack guardou seu querido uniforme de papai Cruel, e agora se concentrava em seu trabalho.



Tron

Tron retornou a sua forma de programa, mas continuou gerenciando tudo no mundo virtual.



E mantendo contato com os usuários.

Disney do Passado

Tudo havia voltado ao normal, e Mickey voltou a trabalhar na embarcação.



Aladdin

O Gênio levou Aladdin, Jasmine e o Tapete pra viajarem pelo mundo.



Matando assim a vontade do garoto em acabar com o tédio, só que agora com sua amada ao seu lado.



Pequena Sereia

Ariel se casou com o Príncipe Eric, ou seja, Tritão a transformou em humana.



Ele aceitou a vontade de sua filha... de 16 anos hein!



Rei Leão

O Ciclo da Vida continua, e o filho de Simba nasce.



E se torna o novo herdeiro da Pedra do Rei, e do reino que a acompanha, agora restaurado.



Hollow Bastion/Radiant Garden

Leon aumentou o seu grupo, com o acréscimo das fadinhas.



E Aerith aguardava a volta de Cloud.



Ilhas do Destino

Sora volta pra caverna onde tudo começou.



Olha os desenhos que ele e seus amigos faziam quando crianças, e a porta que começou tudo.



E fica nostálgico.



                                                                                                                                                                   
        Cena pós Crédito        
                                                                                                                                                                   

Por fim, Riku e Sora conversam enquanto vislumbram o oceano, sobre como o mundo é pequeno, minúsculo, perto de tudo que conheceram. Além disso, Sora pergunta se Riku sabe que luz foi aquela que os tirou do mundo das sombras...



E Riku aponta pro coração de Sora.



Ai, Kairi aparece correndo, com uma garrafa em mãos.



Era uma mensagem do Rei Mickey, os convocando pra uma nova missão.



E assim, termina a história de Kingdom Hearts 2, Final Mix.

Há também uma cena depois da cena pós crédito, mostrando Aqua, Ventus e Terra, em suas armaduras, no cemitério de Keyblades. Mas, é um gancho pra história de Birth By Sleep.



Fim... de verdade.



Os Especiais

Agora que terminei, preciso explicar melhor a diferença entre os Incorpóreos surgidos da mente extraída, sem o corpo (Sora e Kairi) e falar de incorpóreos nascidos do corpo e da mente extraída (organização). Lembrando que quando o corpo e mente se separam do coração, o coração vira um heartless e a mente junto ao corpo viram um incorpóreo. Isso não é morte, é divisão e renascimento.



Porém, se algo ocorrer diferente e interferir, casos excepcionais surgem. Sora tinha três corações dentro dele, e quando virou um sem coração, perdeu seu corpo mas manteve sua mente. Kairi fez o contrário, ela perdeu sua mente mas manteve seu corpo, porém distante.

Sora gerou Roxas, um ser capaz de usar as habilidades do corpo de Sora, e de Ventus, por isso carregava 2 keyblades, mas ele não tinha memórias, pois Sora recuperou sua mente pouco tempo depois de virar um heartless. E sim, como o coração de Ventus estava dentro de Sora, ao invés de nascerem 2 incorpóreos distintos, surgiu apenas 1, mas com a forma física mesclada de Sora e Ventus.



Kairi continuou com seu corpo no mundo real, e sua mente estava adormecida. Sua incorpórea não tinha memórias dela, mas tinha total controle sobre as memórias daqueles envolvidos com Sora, pois ela nasceu quando Sora extraiu o coração de si mesmo, não quando saiu do corpo de Kairi. As princesas tiveram seus corações retirados pela magia de Malévola, então nenhuma delas gerou um incorpóreo, e a pureza de seus corações os mantiveram intactos, por isso não se converteram em heartless. Mas, no momento que o coração de Kairi saiu de Sora, a mera lembrança de seu dono original gerou um Incorpóreo, sem memória nenhuma, mas com a aparência feminina de Kairi (parecido), e o vínculo com Sora.



Detalhe: O coração de Sora e Ventus já conviviam unidos a tanto tempo (desde a infância dele), que eram praticamente 1. Já o de Kairi tinha sido extraído recentemente de seu corpo então ele ainda tinha ligações com ela. Eis a razão pra surgirem apenas 2 Incorpóreos, ao invés de 3... se bem que tem um terceiro Incorpóreo de Sora, mas falo dele em outro post... ele é confuso pacas pra explicar e tem um jogo próprio.

Detalhe 2: Bela gerou, aparentemente, um Sem-Coração, que foi até a biblioteca no primeiro jogo, sua grande atração (ela ama bibliotecas e se sentia confortável la). Ela era uma das princesas, logo, era possível sim uma princesa gerar um Sem-Coração. Talvez o que impediu as demais foram as cápsulas em que seus corpos ficaram mantidos, ou a própria magia da Malévola. Talvez tenha sido até o contrário, a magia de Malévola especificamente transformou Bela por causa da perseguição de Fera, que foi o único a sair de seu mundo pra busca-la. Possivelmente ela transformou o corpo de Bela para que não houvesse mais interferência de Fera, mas ela recobrou a consciência como Sem-Coração, ou quase, exatamente como Sora fez.

Quem são os dois encapuzados do inicio?

Se não ficou claro, eu explico: Ansem e Roxas.


O mudo é Roxas, pouco após despertar e buscar uma existência. O mistério é justamente pra não deixar claro logo de cara que ele e Sora são a mesma pessoa, mas na segunda vez que essa mesma cutscene é mostrada, ele aparece com a dublagem de Roxas.

O outro é Ansem, pois a voz é dele sem qualquer dúvida. E o momento ao qual ele se refere, de ter ido ao mundo da luz e visto o semelhante, é justamente a cena em que ele aparece no caminho de Sora bem no comecinho de Chain of Memories, alias, eu achava que era um dos membros da Organização XIII, até mencionei isso na análise original, mas era na real Ansem, dando uma bizoiada.

Chefes Extras

Eu iria falar deles na análise principal porém, não coube.

Basicamente, há 5 chefes da Organização que são totalmente opcionais e exclusivos da versão Final Mix. Eles são os membros que foram destruídos em Chain of Memories, e eu cheguei a citar como eles surgem aqui na história, onde Demyx usa cartas de Luxord para invoca-los, na tentativa de recuperar a mente de Roxas em Sora. 

Porém, eles não voltam a "vida". Na verdade o que ocorre é uma mescla do poder das cartas de Luxord, com as armas dos antigos membros abatidos. Ele faz as memórias deles ressurgirem como se estivesse vivos, porém, são meras ilusões:

Zexion



O membro dos livros, sua luta é bem maluca, onde ele tenta enfeitiçar Sora e seus amigos usando seus livros e suas páginas. Uma vez dentro das páginas, Sora precisa obedecer as regras que ele dá ao menu de batalha.



Só da pra vencer, encontrando Zexion escondido entre as muitas páginas, voltando pro mapa real e lutando fisicamente. Depois disso, ele começa a apelar pra ataques cada vez mais fortes, mas seu diferencial é a capacidade de mandar os outros pros seus livros.



Larxene



Ela é rápida, e apela pra ataques com suas kunais elétricas. Seu diferencial está no fato de ser tão rápida, que pode se multiplicar.



Então há várias Larxenes, e Sora precisa derrotar todas para ganhar a luta. É talvez o tipo de batalha mais comum dentre essas extras.



Vexen



Ele é o cara do escudo de gelo, mas seu diferencial não é esse elemento em particular. Ele até ataca com gelo, mas ele se mantém longe da luta, mandando clones sombrios de Sora.



Enquanto ele se defende, ele copia dados de Sora e cria clones, mandando eles pra cima, e isso sim é algo que se destaca, pois originalmente, seu forte era o dom de criar clones dos outros, como o que fez de Riku.



Lexaeus



Esse é o cara da espadona de pedra, que usa o elemento terra pra destroçar o mapa e atacar com tudo.



Em sua batalha, ele apena com movimentos bem agressivos, e aumenta sua força conforme o tempo passa, como se estivesse "elevando o ki". É preciso vencê-lo antes dele atingir um poder alto suficiente pra ser 1 hit-kill, se bem que, ele é forte de qualquer forma.



Marluxia



Por fim, Marluxia era o chefe final de Chain of Memories, e aqui ressurge com sua foice de pétalas, mas seu estilo de luta é diferente.



Agora ele apenas ataca normalmente, e há um contador acima de Sora, que precisa vencer a batalha antes do contador de hits recebidos zerar, caso contrário é morte instantânea


Nenhum desses inimigos voltou de verdade, e isso é tecnicamente impossível, eles são meras ilusões... entretanto, é importantíssimo mencionar isso pois, se você vi qualquer um dos trailers de Kingdom Hearts 3, viu que todos os membros da Organização voltaram.



Isso não é normal, e é um tipo de revelação bem impactante pra dizer a verdade, mas, é preciso deixar claro que eles não chegaram a "voltar a vida" antes, e isso é uma novidade bem curiosa. Poxa... Axel pode se desculpar com Kairi! Eu quero ver como...

Também é outros chefes extras mas, eu nem consegui derrota-los e são completamente opcionais...

Armadura de Terra



Essa é aquela armadura com quem Xemnas conversa. Ela na verdade é a armadura que Terra usava pra viajar no espaço, como se fosse a Nave Gummi de Sora, ele surfava. Alias, ele, Aqua e Ventus faziam o mesmo, além de usarem elas pra potencializarem suas capacidades e habilidades com as Keyblades.



Por alguma razão estranha, ela ganha vida aqui, e enfrenta Sora num portal perto da Pedra Angular na Disney. Creio que seja uma forma de atiçar a curiosidade quanto ao Birth by Sleep apenas, pois as armaduras por is só não tem consciência... e Terra não teria incorporado sua mente na armadura... teria? Alias, eu morri em 1 hit.


Sephiroth



Como na primeira vez que enfrentamos ele no jogo anterior nada foi considerado, imaginei que o mesmo ocorreria aqui, mesmo dessa vez ele aparecendo como parte da história, não como um mero desafio no Coliseu. 



Eu até tentei derrota-lo, mas ele é bem difícil, e tem uma série de fases na batalha que, me desmotivaram. Não é atoa que ele é o chefe final de FF7.



Enfim...

É isso.

Ufa, quanto texto hein? Tive de assistir uns 10 filmes, analisa-los, jogar o game 3 vezes, fotografa-lo, olhar cada foto (40 mil mais ou menos) uma por uma, pra escolher as melhores e colocar aqui, e bem, ta ai! Foi trabalhoso pra caramba, mas estou satisfeito. Espero que você também esteja e, desculpe pelo texto longuíssimo.


Obrigado pela leitura, e até a próxima!


2 comentários:

  1. andei sumido por aqui
    mas como anda a sua expectativa para o terceiro jogo
    parece que finalmente vai sair hein depois de muito tempo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom te ver sr Roberto.

      Bem, KH3 ta me soando como o jogo do ano, e vai aparecer logo no comecinho de 2019. A jogabilidade dele parece ter evoluído e se integrado ao ambiente com uma perfeição surreal, tudo está muito grande e aberto, e isso é de enlouquecer.

      As animações agora não tem apenas o toque da SquareEnix, agora tem a Pixar junto, e isso é muito promissor. A arte em si ta magnífica, e eu to ansiosíssimo pra jogar, explorar e estudar o game.

      Em termos de enredo, ao que parece houve a mescla de tudo o que já foi visto antes, e o retorno de muitos personagens que não retornariam... que não deveriam retornar. Além da própria Organização 13, eu reparei que também voltaram o próprio Ansem das trevas, agora como membro da organização, o Riku Cópia, que tinha tecnicamente deixado de existir, o Vanitas, personagem esse que nem é da mesma época que Sora ou os outros, e tem personagem novo, como a versão jovial do que parece ser Xenahort, sob o manto da Organização. Ah, e também parece que haverá o retorno dos Aprendizes de Ansem, pois em um dos trailers mostra Sora conversando com o corpo original de Zexion, ou seja: VIAGEM NO TEMPO!

      Provavelmente, e isso é algo que eu quero muito ver abordado em Kingdom Hearts, haverá um tipo de viagem no tempo. O conceito de futuro e passado já foi até abordado no KHx, e tem aquela porta pro passado de Bafo, então não é algo impossível. Mas, do nada, todos os eventos mais importantes da vida de Sora se mesclaram, e parece que todos estão atrás da Caixa misteriosa que apareceu no filme (que faz parte também de KHx). Talvez... algo grandioso, que supere a fronteira de universos, esteja pra acontecer.

      To numa hype fud1da rs.

      Excluir

CadastroMorte

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner