ArquivoMorte

PesquisaMorte:

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

AnáliseMorte: The Walking Dead - A New Frontier - 2º Episódio

Amanhã sai a quarta temporada de TWD da Telltale, e eu to precisando dar uma agilizada aqui. Então, bora pro segundo capítulo.


Eis o episódio anterior: Episódio 1

Esse post é adaptado com minhas escolhas. 
A história contém spoilers baseados em minhas decisões.

Boa leitura.



O segundo episódio na verdade é a segunda parte do primeiro. Se não me engano, ambos foram lançados juntos na época, então faz sentido serem chamados de Parte 1 e Parte 2.

Eu, sinceramente, não tenho muito a acrescentar com relação a jogabilidade ou mecânica. Tudo que reclamei e apontei na análise anterior ainda vale, e pelo que percebi vai valer pelo resto da temporada.

Entretanto, há uma coisa bem interessante pra mencionar: O passado é constante.

Novamente, o inicio do episódio se passa nos tempos passados, antes do apocalipse, logo, provavelmente será algo que se repetirá por toda a temporada. Mas, o foco não é mostrar como todos lidavam com o caos inicial, e sim, como todos eram antes de tudo desabar, e como suas personalidades se moldaram posteriormente.



Digo isso pois, dessa vez o passado mostra apenas Javi e Kate conversando enquanto ela lava a louça, naquele mesmo dia, antes de dar ruim com os muertos recém acordados. O destaque da conversa é o relacionamento deles com David, e de quebra, rola um clima entre eles ainda naquela época, dando pra desenvolver mais isso.



Quando o jogo rola, esse passado explica melhor como era o relacionamento do triângulo, o que no desfecho deixa tudo bem mais... intenso.

Tirando isso, não sobra mais nada de tão interessante assim. Aqueles erros chatos de antes permanecem, e percebi até bugs (isso foi bem estranho) com personagens travando do nada, e um zumbis bem mal renderizados, foi feio. 



E alias, tem algo ainda pior pra reclamar. Lembra aquela tendência do personagem principal em responder coisas por conta própria e com isso, incitar respostas do jogador? Novamente isso ocorre, e agora é algo bem incômodo. Ele constantemente destrata Clementine, sem dar chances do jogador decidir se ele será gentil ou não. 



A moça nem merecia ser tratada mal, por mais que ele estivesse descontrolado, mas o tempo todo, ao invés de nós decidirmos isso, ele sempre começava uma frase com ignorância, insinuando revolta ou repreensão. 



Por sorte, apenas as frases que o jogador decide são as que o jogo memoriza e considera, ainda assim, é chato pois fica parecendo, o tempo todo, que o Javi é um cara muito falso, pois suas respostas e personalidade divergem o tempo inteiro.



Enfim, lembra também do esquema dos botões mal configurados? Novamente, tem cena de apertar pro lado pra golpear os monstros. 



E ainda tem uns momentos em que precisa apertar botões rapidamente, pra Atirar em vários mortos vivos. Tipo, igualmente há momentos em que se precisa mirar e atirar com cliques do mouse, então qual o sentido de fazer botões de Quick Time Event em situações exatamente iguais?



Pior que, realmente são situações idênticas, na mesmas cena de ação. Como eu disse na análise anterior, é como se tivesse lembrado de colocar ações na última hora e inventaram qualquer coisa variada pra fingir dinamismo.



Bem, bora pros personagens antes que eu me alongue novamente.

Javi


O protagonista é bem humorado e descompromissado. Ele é jovial, e faz questão de demonstrar seus sentimentos por Kate, mesmo ela sendo esposa de seu irmão, porém ele tem um pouco de vergonha ao fazê-lo, e sempre busca se conter. 

Kate


Ela tinha interesse em Javi bem antes do apocalipse, e chega a ser bizarro o fato deles não terem ficado juntos pra valer desde então. Porém, agora que ela está numa situação precária, o afeto e Javi se faz muito mais significativo.

David


Ele é importantíssimo, muito mais agora, mas o que posso mencionar é que no passado, ele tratava Kate mal, era bruto, algo que deixou ela preocupada até os tempos atuais, principalmente ao notar traços dele em Gabe.

Clem


O passado dela foi bem mais cruel do que conhecemos. Ela chegou a fazer parte de um grupo de vilões, e isso parece ter traumatizado ela. Além disso, ela começa a notar semelhanças entre o presente e o passado, e isso a assusta. Ela começa a temer mais perdas.

Tripp


Pra um líder de comunidade, esse cara é um grande filho duma put4. Ele abandona todos pra salvar uma minoria, mas ainda é o melhor que temos como "aliado". Além disso, Tripp ta parecendo uma bomba relógio, pois ele é calmo de mais, inclusive em situações muito problemáticas. Por mais que ele fique agressivo as vezes, nos momentos que ele realmente deveria ficar bravo, ele fica muito calado, e isso é ainda mais assustador.

Eleanor


Ela ta sabotando o relacionamento de Kate e Javi, da pra notar, pois ela é uma médica que, mesmo tendo salvado a vida de Kate, não faz tanta questão por ela permanecer assim. Ela também dirige mal propositalmente só pra Kate sentir dores... seu sei... eu provavelmente estou enxergando coisas, mas eu não confio nela.

Conrad


Ele é u mcara bem prestativo, e um bom conselheiro, orienta Javi e oferece sua ajuda, até que perde a namorada pros saqueadores. Quando isso ocorre ele bota a culpa em Javi, aponta uma arma pra cabeça de Gabe e ameaça mata-lo, enquanto exige que Javi traia Clem. Ele merece o que acontece com ele no fim... esse babaca.

Gabe


Depois de perder a irmã, e não conseguir auxiliar na cirurgia da madrasta, Gabe se sente muito mal e inútil, prometendo ser mais parecido com seu pai dali em diante. Ele começa a ser mais agressivo e irracional, mas Clem começa a se interessar por ele, afinal, eles tem a mesma idade e tal... Talvez ela o salve.

Saqueador


Ele retorna, agora com seu grupo, para atacar a comunidade de Tripp, Prescott. Ao que parece, ele não tem tanto controle assim por seus seguidores, e aquele ataque promovido no ferro velho, que matou Mariana, foi de um de seus capangas, não dele. Ainda assim, ele prefere ouvir seu grupo do que dar razão às vítimas, e isso o enquadra como um vilão por consequência. Seu grupo alias se chama "Nova Fronteira" (o que da nome a temporada), e eles tem o hábito de marcar suas peles com o símbolo da comunidade, e invadem comunidades alheias para tomar o controle. São vilões.

Jesus



Ele ta aqui! Jesus, do quadrinho, das HQs mano, ele ta em TWD Telltale! Pra quem não conhece a série, ou os quadrinhos, Jesus é um personagem badass que viaja normalmente sozinho, pra buscar comunidades e cataloga-las, além de caçar suprimentos. Ele tem uma comunidade própria, chamada Hilltop, mas se da tão bem, e conhece tantas outras, que é bem vindo na maioria.

Jesus é um ninja com as pernas, sendo um personagem realmente astuto e habilidoso, e é indiferente estar preso ou solto, pois sempre consegue lutar. O cara também é quem mais conhece comunidades, tendo ciência de cidades que nem aparecem nas HQs. Ele é um dos personagens principais, e mais importantes, tendo destaque numa porrada de momentos.



Sua versão na Série foi apresentada no mesmo naipe, com o mesmo nível de maestria e proficiência, mas isso não durou muito, pois atualmente é um dos personagens de elenco secundário menos interessantes (por causa da série).



Aqui, Jesus é baseado em sua versão das HQs, e é bem legal vê-lo reproduzido nos traços da Telltale (que é como se tudo fosse desenhado, porém é colorido). Ele estava de olho na comunidade de Tripp, e agora se une ao grupo, por interesses ainda ocultos. É um crossover entre HQ e Game que encaixa o jogo provavelmente no inicio da Guerra Total, evento das HQs em que os temidos Salvadores surgem para encher o saco.



Jesus parece descontente com sua função de busca de suprimentos e contato com outras comunidades, por causa de problemas que teve, e isso reflete o que ocorreu nas HQs.

Moça Careca



Clem sonha acordada novamente, tendo flashbacks de uma moça que conheceu enquanto protegia AJ. Essa moça, era membro da Nova Fronteira, e foi quem a recrutou após ter sido salva. Até ai, é um mistério suas intenções ou consequências, mas ela não parecia má na época.

AJ



Por fim, ele ainda ta sumido... mas preciso dizer que essa criança é muito esperta. Em dado momento Clem cantarola pra ele parar de chorar de fome e evitar chamar atenção de walkers, e o garotinho coloca as mãos em sua própria boca pra não fazer barulho! Mano, ele é genial. Agora, o que houve com ele ainda é um mistério, mas ele foi junto com Clem pra Nova Fronteira.

Então, bora pra história?

Laços Que Unem Parte 2


No dia da morte do pai de Javi, após o jantar, Kate lavava a louça e ambos começaram a conversar. Ela disse que só ela sabia lavar perfeitamente como David exigia, e isso incomodou Javi, que pouco a pouco tentou confortar Kate e deixar claro que seu irmão não a tratava bem.


Então, ele menciona que pretende viajar pra seguir a vida, pois agora que foi banido do esporte, precisava espairecer. Ao dizer isso, Kate pede pra ir junto, mas Javi leva na brincadeira, ao mesmo tempo que diz que a levaria.


Então, ela se machuca, ao quebrar o copo preferido de David. Ela fica preocupada pois ele brigaria feio, e Javi faz questão de mostrar pra ela como é que deveria ser tratada (isso é talarico, foi mal mas é) cuidando de seu ferimento e a confortando. Ambos ficam com as mãos juntas, e as mantém juntas, até David chegar e ver tudinho.


Então ele começa a brigar pelo copo, ela briga pela falta de um Lava-Louças, e Javi fica no meio tentando apaziguar até seu irmão insinuar que ele queria ensinar como ele deveria cuidar de sua esposa. Javi fica queto pra não tomar outro murro.


Então voltamos ao presente, com Javi caído no chão após a explosão bem sucedida que matou geral!


Havia passado um tempinho já, o suficiente pra Clem abrir uma cova pra eles enterrarem Mariana.


Ele se despede de sua sobrinha, deixa o toca fitas com ela, e conversa com Clem no processo, desabafando. 


Ela agradece por ele ter ficado ao seu lado e lutado, e encontra um carro, oferecendo carona para ele até Prescott e sua família. 


No caminho até o veículo, eles encontram um dos saqueadores recém mortos, transformado, e Javi o mata. Então, percebe uma marca cicatrizada em seu pescoço, e Clem conta que conhece esse grupo, falando sobre a Nova Fronteira, e revelando que já foi presa por eles.


Ela não da muitos detalhes, então eles decidem partir, com Clem dizendo que vai deixar ele na comunidade e ir embora. Ele pede pra ela ficar com eles, mas Clem não responde.


Na comunidade Prescott, Javier vai direto ver como Kate estava, e ela estava viva ainda, porém desacordada. Eleanor tinha feito uma cirurgia bem sucedida, mas ela ainda estava em risco e precisava repousar. Eleanor até tenta fazer Javi perder as esperanças, mencionando que Kate ainda estava com hemorragia interna, mas ele não queria desistir.


Ela menciona que Gabe também não estava bem, psicologicamente, e precisava de apoio. Então Javier vai até ele. No caminho ele encontra Conrad que lhe da conselhos e diz que se fosse a esposa dele, também lutaria com tudo.


Gabe estava matando walkers fora da comunidade pra se acalmar, então Javi conversa com ele, percebendo que ele não estava bem mesmo, e tenta mostrar que ele era útil, mas o garoto insiste em ser mais como seu próprio pai, forte e bravo, prometendo reagir como homem na próxima vez.


Então eles escutam carros se aproximando e ficam com medo, correndo pra dentro dos muros.


Eles fizeram bem, pois eram justamente os caras da Nova Fronteira.


Eles exigem que Javi se entregue, pelo assassinato de seus capangas. Os caras de pau acusam ele de ter começado tudo, de ter roubado deles e matado os amigos deles, e por mais que Javi insista em sua inocência e mencione a morte fria de Mariana, e o ferimento de Kate, os caras não parecem se importar.


Entretanto, o líder deles começa a notar inconsistências nas atitudes e informações de seu braço direito, o que ele não repreende, mas também não parece concordar. Ainda assim ele mantém o texto original, exigindo que Javi se entregasse. Até que o seu capanga puxa uma refém, a esposa de Conrad.


Eles ameaçam ela, cortam um dedo dela, e dizem que se ele não se entregar a matarão.


Então Javi apenas sai, Ele decide se entregar sem enrolar, por mais que os outros quisessem lutar. Porém, Clem fica bem atenta...


Ele faz tudo o que eles pedem, mas os caras não soltam a moça, e começam a discutir o que fazer com ele. No acordo original, eles o levariam pra "julgamento", mas o capanga mentiroso conduz uma execução, mandando os outros apontarem as armas pra ele. O líder fica irritado com isso.


Então, Clem atira pra salvar Javi que sai correndo de volta pros portões.


A esposa de Conrad é executada quando tenta fugir.


E ai vira bagunça, geral atira, os caras entram no caminhão e arrombam o portão...


Lançam walkers la dentro da comunidade, e bombas de gás lacrimogênio.


Javier vai atrás de sua família, ignorando todo o resto, e quando os encontra, todo mundo embarca em carros e fogem.


Prescott é massacrada por mortos vivos e pelos malucos da Nova Fronteira.


Os sobreviventes, só o elenco principal mesmo, estavam em dois carros e param pra conversar sobre o que fazer e pra onde ir. Rola discussão, Conrad culpa Javi por tudo, e Gabe aponta uma arma pra ele, dizendo que dessa vez não iria fraquejar. 


Mas Javi consegue acalma-lo, convencendo Gabe a não atirar em Conrad. Então, todos decidem ir pra uma comunidade próxima chamada Richmond, para levarem Kate pra ser tratada (ela havia piorado) e se proteger.


Clem aproveita pra conversar um pouco com Gabe, o que chama a atenção de Javi, e deixa ele mais tranquilo quando ao seu sobrinho.


No carro, Javi e Kate, acordada, conversam um pouco, e ele faz de tudo pra convencê-la a manter-se forte e lutar pra sobreviver, mesmo ela pensando em desistir. Ele diz que não podia perdê-la, e Eleanor ouvindo tudo faz questão de passar numa pedra só pra ela sentir dor e manda todos dormirem.


Ao amanhecer eles param numa barreira de carros. Era impossível prosseguir sem tirar os carros da estrada então todos descem pra ajudar, exceto Kate e Eleanor que ficam em um dos carros esperando.


Javi consegue encontrar um guindo, e usa a bateria da van que Tripp tava usando, junto com um cabo de chupeta, pra fazer a coisa toda funcionar e tirar um carro do caminho.


Mas ao fazer isso, brota walker de todo canto, com todo mundo precisando lutar pra viver. Kate acaba indo na frente de carro, para chegar até Richmond o quanto antes, e eles se encontrariam depois.


Só que o lugar lota de morto vivo, e eles acabam subindo num prédio pra sobreviver.


Todos ficam encurralados e tentam bolar alguma estratégia, quando percebem alguém se movendo num prédio próximo, e ficam cautelosos. 


Javi se aproxima de alguém de costas, aponta a arma e pede pra conversar.


Mas quando chega bem perto, alguém coloca uma arma em sua cabeça, e ele descobre que eram apenas roupas dessa pessoa, para distraí-lo.


O cara começa a conversar, pergunta sobre o grupo de Javi, e demonstra não ser uma ameaça, porém, ele é rendido pelo grupo de Javi que o pega por trás, graças a liderança de Clem.


Ao ser questionado se está com a Nova Fronteira, o cara diz que não faz parte deles, e que está indo pra Richmond. O pior é que ele diz que Richmond foi tomada pelos caras da Nova Fronteira, e ai, todos entram em pânico.


Afinal, Kate e Eleanor estavam indo direto pra la. Tripp fica bem preocupado, mas o cara oferece uma rota de fuga, dizendo que tem túneis de trem que levam direto pra la, e eles poderiam usar sem problemas. Enquanto isso Clem fica bem preocupada.


O cara então se apresenta como Jesus, e Javi decide confiar nele.


E ai, Clem tem um flashback.


Ela se lembra de quando fugia com AJ, e entrou num barraco abandonado.


E então, com vários walkers tentando entrar, e ela tentando acalmar o garoto...


Uma mulher pede por abrigo, batendo na porta, e Clem acaba a acolhendo.


Elas conversam um pouco, e a moça diz pertencer à Nova Fronteira, diz que seus colegas estavam por la, buscando suprimentos, e que assim que os walkers fossem embora elas poderiam partir, convidando Clem pro grupo, e oferecendo água, comida e abrigo, por sua ajuda.


Clem aceita.


Então ela volta a si, já no metrô, e decide contar a Javi a verdade.


Ela conta que fez parte da Nova Fronteira, na época que eles eram bons, e pede perdão por não ter contado antes. Javi fica quieto (só tinham opções de repreensão!) e a perdoa.


Mas durante a conversa, Conrad parecia estar ouvindo.


Então eles chegam nos trilhos do metrô e acabam achando um monte de walkers, fugindo pra um dos vagões. No processo, Tripp e Jesus conseguem ir na frente e sair dos túneis, enquanto o resto fica pra trás pra travar as portas.


Mas, é ai que Conrad começa a ameaçar a todos, apontando uma arma pra eles e dizendo que ouviu tudo o que Clem disse.


Javi aponta uma arma de volta e diz pra ele parar com frescura, mas Conrad fala que era uma boa levarem Clem como refém e oferece-la em troca de tudo o que eles quisessem.


Mas Javi não concorda com o plano, e Conrad pega Gabe e o ameaça.


Javi então atira na cabeça dele.


Com isso, Clem diz que não pode ir pra Richmond, que é perigoso pra ela voltar pra Nova Fronteira, e Javi deixa ela fugir, se despedindo de sua amiga.


Ao sair dos túneis, Javi conta toda a verdade pra Tripp e Jesus, sobre Clem ter sido da Nova Fronteira, dela ter fugido por medo, e de Conrad ter morrido por ter enlouquecido. E Tripp reage de boa...


Então eles caminham até Richmond, ou melhor, Nova Richmond, e encontram o carro de Eleanor. Javi se aproxima e vê Kate dentro, esperando o pior.


Mas ela estava viva, e consciente, e eles se abraçam.


Javi toma uma decisão bem difícil então, de pegar ela nos braços e leva-la pro portão da frente da comunidade, implorando por ajuda.


Logo de cara, quem recepciona eles nos portões é o filho da mãe do cara que atacou Prescott, e começa a fazer um monte de ameaças.


Mas Javier insiste em sua inocência, negocia a entrada, pede por abrigo, suplica, implora, ajoelha, quase chora (pois é), e aceita todas as ordens que são feitas.


Ele desarma seu grupo, coloca todos em risco, mas no fim, isso adianta pra provar sua boa fé.


O cara abre os portões, e o líder da Nova Fronteira aparece pra ver que bagunça que tava rolando.


E pra surpresa de todos...


Era David.


Fim... mas continua no próximo episódio.

Decisões Importantes e Justificativas:


Como você lidou com a discussão entre o David e a Kate?


Eu fiquei queto, primeiro pois nem entendi o que tava sendo discutido exatamente. Um defeito chato em algumas das perguntas é que, as opções de escolhas não são claras quanto ao que Javi vai responder, o que simplesmente deixa a gente em apuros pra escolher. "Deixe ir"? "Contar pra Ele"? Contar o que? Deixar o que ir? Eu não entendi mesmo o contexto dessas respostas...


Mas optei por não falar de mais, pois ele poderia piorar a situação. David estava muito bravo com ele no passado... será que no presente isso passou?

Como você tratou da Nova Fronteira aos portões de Prescott?


Eu queria muito meter bala nos caras, mas ai apareceu a mina do Conrad no meio mano, eu não quis ferrar com tudo ainda mais. De fato, senti que eles estavam la por causa de Javier, e optei por assumir a culpa.


Mas os caras não honram a própria palavra, e invadem a cidade! Algo que provavelmente fariam de qualquer forma. Se eu soubesse, teria atirado em todos assim mesmo. 

Você confiou em Jesus?


Claro.


Faria o mesmo se já não soubesse quem ele era, ele parecia de boa.

Como você lidou com a ameaça do Conrad à Clementine?


Então, confesso que optei por não fazer nada... e sabe o que ele fez? Ele matou Gabe e Javi!


Fiquei revoltado por esse resultado então, meti bala no cara. Como pode? Se eu não decido nada, ele mata meu sobrinho e eu? Não conversa nem nada, vai na frieza mesmo? Então ta!

O quão longe você foi para entrar em Richmond?


A mina que eu curto ta ferida e morrendo, os caras que podem salva-la são os mesmos que atiraram nela, eles me odeiam, eu odeio eles. Alguém tem que ceder.


Decidi me humilhar pelo bem dela, e não me arrependo disso. Mas ai ver que o meu irmão é o líder dos caras... ai foi bem chocante... quero ver o que vai acontecer agora.

Bem, é isso.

Até a próxima!

4 comentários:

  1. CARACAAA QUE CENAA...QUE VENHA O PROXIMO!!! VALEU SHADY =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disponha sr! Eu creio que amanhã tem mais, e tenho que correr contra o tempo pois, eu quero jogar a quarta temporada!!!

      Excluir
  2. Muito bom. O Gabe tá muito babaca, agora com o pai dele por perto, sei não. Quero ver o AJ logo kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei la, acho que Clem daria um jeito nele, mas agora fica difícil, vendo que o pai do guri é o líder dos caras que ela teme. Se Clem tem medo, algo tem de bem errado neles. Se eu não soubesse que AJ tava vivo na 4º Temporada, já esperaria o pior.

      Excluir

CadastroMorte

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner