ReviewMorte: O Estranho Mundo de Jack (1993)

Mais um filme Disney galera, mas dessa vez é bem diferente... hoje falarei de:

The Nightmare Before Christmas

Ou como foi chamado por aqui:

O Estranho Mundo de Jack (1993)


Tem spoilers.

Boa leitura.


Direto pra história:

História

Tudo começa com a Floresta dos Feriados aparecendo.


E em uma de suas árvores, ocorria a comemoração pelo sucesso do feriado respectivo: Halloween.


Todas as assustadoras criaturas comemoravam e agradeciam ao Jack, Rei do Halloween, por mais um grande sucesso.


Na multidão, Sally, a boneca de pano, observava admirada e encantada...


Até que seu mestre e criador surge, acusando ela de tentar envenena-lo e tentando leva-la a força pra casa.


Mas Sally descostura seu próprio braço e consegue fugir.


Enquanto isso, Jack lidava com a fama mas, algo o incomodava, e quando o Prefeito da Cidade começa a premiar os demais monstros por suas performances, ele aproveita e também foge.


Apesar de tudo, Jack fugia por tristeza, afinal ele estava enjoado de sempre fazer a mesma coisa, sempre se esforçar pra criar o melhor Halloween.


Enquanto isso, Sally ainda o observava, escondida, e compartilhava de seu sentimento, mas no caso dela, ela estava cansada de ser a boneca criada de um cientista qualquer.


Ela decide fazer o mais sensato então, pega mais erva venenosa pra tentar matar seu mestre novamente.


Ela volta pra casa dele, alegando ser por causa do braço, e o cientista tenta diminui-la, dizendo que ela é só um objeto fabricado por ele, e que seus sentimentos são uma perda de tempo. Curiosamente, era tudo isso que a fazia querer ir embora.


Enquanto isso, Jack e seu cachorro fantasma, Zero, passeavam pela floresta para espairecer.


Em apenas um dia afastado, todos já começam a sentir a falta de Jack. O prefeito cria mó alvoroço quando vai entregar os planos do próximo Halloween e descobre que Jack sumiu, por uma noite.


Jack havia andado tanto que acabou chegando em um local completamente novo e desconhecido, a Floresta dos Feriados, onde tem sua atenção chamada pra Porta do Natal.


Ele acaba caindo no mundo do Natal, onde fica completamente encantado com as belezas natalinas.


Ele se espanta com o fato das pessoas serem felizes, festivas, enfeitadas, alegres, e isso acaba deixando ele muito admirado.


Enquanto ele se aventura e conhece o mundo do Natal, o povo entra em pânico no Halloween, procurando por ele por toda parte.


Já Sally tenta novamente envenenar seu mestre. Ela era muito boa com poções, praticamente uma bruxa.


O cara chega a suspeitar da sopa que ela prepara pra ele, e inclusive se recusa a beber se ela não provasse antes, mas ela troca as colheres e convence ele que é seguro... e o cara enche a cara.


Então, com todos em pânico por causa de Jack, o próprio chega, com algumas surpresas, convocando todos pra uma reunião.


Sally vai pra reunião também, afinal, seu plano aparentemente tinha dado certo.


La, Jack apresenta o Natal.


Ele tenta explicar como funciona a festa natalina, como é feliz, como é empolgante, mas todos os monstros começam a imaginar coisas horríveis, sempre vendo um lado distorcido e deturbado do que Jack menciona.


Então, gostando do quanto agradava o povo e do quanto todos estavam se empolgando com a ideia, Jack decide entrar no jogo e converter sua história, falando do anfitrião do Natal. Ele muda, propositalmente, o nome e descrição do Papai Noel, pra Papai Cruel, um ser horrendo e assustador que comandava o Natal.


Seu plano era convencer todos na cidade do Halloween que o Natal era melhor, e com essa versão ele é bem mais convincente do que com a real... mas Jack tinha um pequeno probleminha... 


Jack sabia exatamente o que era o Natal, mas precisava descobrir uma forma de explicar isso pro seu povo, e isso era difícil. Todos estavam acostumados com  o terror, e era um novo mundo, uma nova forma de enxergar tudo, e ele não tinha como passar isso pra eles.


Ele decide ir atrás de termos científicos pra tentar explicar o que ele mesmo sentia, e assim talvez transmitir aos demais monstros a essência natalina.


Ele vai até o cientista da cidade, que por incrível que pareça ainda tava vivo. Ele tinha colocado Sally de castigo por tentar assassina-lo.


Jack chega e pede por instrumentos científicos pra suas pesquisas, e Sally escuta tudo.


Enquanto Jack tenta reproduzir a sensação natalina pela ciência... o que ele falha miseravelmente...


Sally cria uma poção e decide fugir pra tentar entregar pra Jack.


Ela se arremessa da torre mais alta, onde tava presa, depois de descer a poção em segurança por um balde...


E depois se costura como se nada tivesse acontecido...


Seu mestre percebe sua fuga, e ela chega até a casa de Jack, entregando sua poção, que era um tipo de Reprodução Visual de Seus Sentimentos, na melhor descrição possível.


Era basicamente o que Jack queria fazer, e ela seria bem útil pra ensina-lo, se não fosse tímida. Sally foge depois disso, e se esconde... 


Mas ai ela tem uma visão. Ela vê uma flor ficar uma árvore natalina, e depois incendiar. Ela não sabia exatamente o que tudo aquilo significava, apenas que o plano de Jack não daria certo.


Jack ainda estava confuso, e não sabia como explicar a todos exatamente como era o Natal, então, ele desiste de tentar e decide abraçar a ideia de fazer sua própria versão, deturbada mesmo, do que eles achavam que era o Natal.


Ele convoca todos pra entregar suas tarefas de preparação para o Natal. E sim, ele queria tomar controle do Natal, ao invés do Halloween. Sally porém continua se escondendo do cientista.


Que tinha sido convocado excepcionalmente para construir uma réplica sombria do Trenó.


Jack também chama as três crianças mais travessa de todas, para que elas fizessem a coisa mais cruel de tocas, um sequestro.


Tudo que ele pede é pra que elas não falem nada com o Monstro Verde (tradução tosca de Oogie Boogie, na outra versão era Bicho Papão). Mas, elas eram leais ao monstro então, elas acabam falando de mais quando vão pra toca, e ele escuta sobre o Sequestro do Papai Cruel.


Alias, veja o clipe kkk, é a melhor música do filme! E explica exatamente o quão sinistro ele é. A música tem duas versões, a original e mais antiga vem com uma letra toda mudada e difícil de entender, mas a nova é bem mais fiel a versão inglesa, é essa a do vídeo:


Continuando, Jack chama Sally também, e pede pra ela fazer algo muito especial pra ele. Ela tenta contar sobre sua visão mas ele não da a mínima, então ele pede pra ela costurar uma fantasia de Papai Cruel pra ele.


Enquanto isso, o cientista decide, além de fazer o que Jack lhe pediu, criar uma nova boneca pra ele, pois Sally era problemática de mais.


Junto de seu assistente, ele busca a melhor forma de reproduzir, com os recursos que tem, a imagem que Jack lhe deu, e assim, cria seu modelo bizarro do Trenó.


Todos entram na brincadeira, e com o passar dos dias, fabricam seus próprios presentes diabólicos, e enfeites medonhos, tudo baseado no que Jack pedia, mas com um toque especial...


Paralelo a isso, o povo do Natal preparava a festa sob as diretrizes do Papai Noel, sem saber o que lhes esperavam.


As crianças chegam a sequestrar o Coelhinho da Páscoa, sem saber onde o Papai Cruel vivia, até que Jack explica corretamente...


E ai elas conseguem encontra-lo, bem nas vésperas do Natal.


Elas levam o Papai Cruel pra Jack, a tempo dele se apresentar e declarar que o Natal agora estará sob sua jurisdição. Então ele pede pras crianças gentilmente se livrarem do bom velhinho, pegando seu Gorro e dizendo pra ele descansar pois tudo correria bem.


Só Sally percebe o tamanho da estupidez que Jack estava fazendo, mas ele estava tão empolgado que simplesmente tinha ficado cego pra tudo ao seu redor.


Enquanto isso, o cientista já tinha criado um corpo novo e perfeito, e deu metade de seu cérebro pra ele... vai entender. Ele também tinha terminado o trenó...


As crianças, levam Papai Cruel direto pro Bicho Papão, só pra variar.


Onde ele tem seu pavoroso encontro com a criatura verde e faminta.


Na noite de Natal, Sally tenta sabotar a partida de Jack para que ele não cometesse o caos que ela previu, e cria uma neblina densa, que é facilmente solucionada com ajuda do Zero e seu nariz brilhante.


Jack sai pelo mundo humano, entregando os presentes que os monstros fizeram, e deixando um rastro de terror por onde passa...


O povo do Halloween acompanha tudo pelo caldeirão mágico das bruxas, feliz pelo sucesso, e Jack nem repara pois avança de casa em casa rápido de mais. Mas Sally, percebendo tudo, decide tentar ajudar, e vai resgatar o Papai Cruel.


Nesse meio tempo, Jack vira noticia pelo mundo, como o impostor que se passava pelo Papai Noel e invadia casas, entregando brinquedos demoníacos e arruinando vidas. Ele então é caçado pelo exército (eta!).


No inicio ele não se da conta, acha que são fogos e holofotes em comemoração a sua presença, mas na verdade eram tiros tentando abate-lo. 


Enquanto isso, Sally vai até o local onde Papai Cruel provavelmente estaria, afinal as crianças eram loucas, e tenta resgata-lo. Ela usa uma perna pra distrair o Bicho Papão, enquanto tenta libertar o bom velhinho.


Mas, Bicho Papão Taradão por Panturrilhas de Pano acaba percebendo a tentativa, e frusta os dois.


Jack também se da mal, usam um míssil teleguiado nele, e ele é explodido no ar.


Todos acham que ele morreu, e lamentam por isso na cidade do Halloween.


Enquanto o mundo chora o cancelamento do Natal, por causa das ações do impostor, mesmo ele tendo sido destruído.


Mas Jack ainda estava vivo, em um cemitério onde caiu, tentando entender o que tinha dado errado.


E ai ele se toca que deu tudo errado pois, ele é senhor do Halloween, não do Natal, e suas ideias são de apavorar. Ele estava feliz então, em ser um terror de sucesso, e estava ansioso pro próximo Halloween, mas... ele tinha de remediar o que fez com o Natal.


Ele e Zero voltam pra cidade do Halloween por um túmulo, em busca do Papai Cruel.


Cruel e Sally estavam quase sendo mortos pelo Bicho Papão, numa câmara de lava, movida conforme os números que ele tirava em dados. O cara era meio fascinado por jogos, apesar de meio trapaceiro.


Ele estava completamente seguro de si, pois a notícia da morte de Jack tinha sido espalhada pelo prefeito já, mas, pra sua surpresa, surge o Esqueleto, depois de salvar a moça de pano e o velhinho.


Mas, mesmo assustado (ele fica bem assustado), Bicho Papão tenta um X1 contra o Rei do Halloween, e usa todas suas artimanhas trapaceiras...


Até que Jack consegue vencê-lo, facilmente, quando ele tenta fugir, pegando um fio de sua pele e puxando. 


Acontece que o Bicho Papão era um saco de insetos...


E depois de rasgado, todos os insetos caem na lava de sua própria armadilha (estilo Jafar kkk).


O último que sobra é esmagado pelo Papai Cruel (que cruel).


Que em seguida, chama todo mundo de doido. Jack tenta se desculpar pelo que fez, o Bom Velhinho, aterrorizado, que a única sensata ali era Sally (isso porque não sabia o que ela tentava fazer com seu criador) e vai embora. Ele diz que por ser Papai Noel, ele podia salvar o Natal ainda, mas fala pra Jack ficar no mundo dele, cuidar do Halloween, pois o Natal já tinha dono.


E ai, Jack olha pra Sally, e percebe que ela era bem mais que uma simples boneca fofa, com sentimentos em comum, que o olhava de longe, mandava poções pra ele, e tentava sempre fazer o melhor pra ele...


Mas na hora que vai se declarar, chega o prefeito com as crianças travessas, pra resgata-los.


Papai Cruel salva o Natal, corrigindo magicamente tudo o que Jack arruinou...


E Jack retorna pra seu povo exagerado, ainda vivo, afinal ele é um esqueleto! Esqueletos não morrem... principalmente se tiver um necromante por perto... to jogando Dark Souls e deus, é horrível quando tem um por... desculpe eu me deixei levar kkk... continuando...


Papai Cruel, ou melhor, Noel, faz nevar na cidade do Halloween, dando um gostinho do que é o natal pros monstros, que começam a entender (meio tarde).


O cientista consegue criar sua mulher perfeita, exatamente igual a ele, mas com corpo feminino.


E Jack, ao ver que Sally agora estava solteira (e sim, tecnicamente ela era a esposa do cientista), vai até ela e se declara.


E ambos se beijam.


Fim

Antes de terminar preciso falar uma coisa: Stop Motion me assusta muito.

Esse filme é uma obra feita pelo mestre do terror, Tim Burton. E sim, é um filme de "terror", da Disney! Mas calma, não é algo que chega a causar pesadelos nem nada... pelo menos não pra maioria das pessoas.

No meu caso, é bem eficiente nesse sentido. Eu tenho muito medo de tudo que é feito com Stop Motion, e essa é a técnica de animação desse filme, o que da um ar bem mais tenebroso.

Além disso, o tema do filme é por si só meio maquiavélico, onde monstros tomam conta do Natal e espalham o terror. É claro que rola a pegada Disney pra amenizar, com musicais fofinhos e divertidos, e uma história que termina em romance, mas... Tim Burton conseguiu deixar sua identidade sombria registrada.

Eu, adoro esse filme, apesar de ter muito medo dele... e sim, eu tenho um medo absurdo desse e de um outro chamado Coraline, além de muito respeito... mas não é meu objetivo falar disso, não hoje...

Falta só mais 1 filme gente, e ai o post de Kingdom Hearts 2 estará pronto.

E minha internet voltou! Então, see yah!

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Muito bom. Kingdom hearts ta chegando. Stop motion é muito assustador mesmo. Vai ter dark souls aqui?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu conseguir achar a porcaria do segundo sino sim kkk.

      Excluir
Emoji
(y)
:)
:(
hihi
:-)
:D
=D
:-d
;(
;-(
@-)
:P
:o
:>)
(o)
:p
(p)
:-s
(m)
8-)
:-t
:-b
b-(
:-#
=p~
x-)
(k)