CríticaMorte: Emoji - O Filme

Estranho eu falar de filmes sem ser terror mas, porque não? Eu tenho coisas importantes pra compartilhar sobre esse filme então bora la.


"Emoji" foi vítima de críticas infundadas e uma série de comparações erradas, e eu to cansado de ver isso. Então, quero compartilhar a visão verdadeira do que esse filme é, e explicar que ele não é tão ruim quanto foi pintado por ai.

Me esforçarei pra não dar spoilers.



Já começo dizendo que Emoji não tem absolutamente nada a ver com "Detona Ralph". Eu vi comparações dizendo que a ideia de Emoji é uma cópia mal feita mas, só ai já começam a errar bonito.

Em Emoji, a história contada é a de como aquelas carinhas que nossos celulares (e redes sociais) nos permitem enviar para outras pessoas, vivem. Tudo se passa dentro de um celular, mostrando como essas diferentes carinhas socializam entre si, com o objetivo de manter suas formas e fazer seus trabalhos em prol de seu proprietário, o Usuário. 


Mas, o problema é que uma dessas carinhas não consegue se estabilizar na forma que ela deveria ter, e então vaga pelo celular em busca de um jeito pra assumir uma única forma e ser aquele que todos querem que ela seja, o que causa um monte de irregularidades no celular.


Cara, a história de Detona Ralph é a de um personagem de um jogo de fliperama, que não gosta de como todos o tratam e não está contente com sua posição de vilão no vídeo-game, e sai de seu jogo em busca de uma forma de se converter em um herói, e assim, mudar completamente quem ele é.


Mas, sua jornada por outros vídeo-games acaba causando irregularidades, além de sua ausência em seu jogo original causar problemas tanto pros jogadores, quanto pro fliperama em si.


Só por essas sinopses já da pra notar que essas histórias não tem nada a ver uma com a outra, seja em conceito, seja em moral, tudo é bem diferente.

O problema é que existem semelhanças que acabam usando como comparação, ignorando o real sentido dessas coisas. Por exemplo, o personagem principal de Emoji se relaciona com uma carinha feminina que por sua vez, tem um segredo real. Em Detona Ralph, o mesmo ocorre, em que o protagonista do filme se relaciona com uma personagem feminina que tem um segredo real.


O que difere? Bem, a personagem de Emoji sabe exatamente quem ela é, mas esconde isso dos outros pois não quer que a taxem pelo que ela "nasceu pra ser". Enquanto em Detona Ralph, a personagem esqueceu quem é, e convive com a ideia de ser alguém sem lugar no mundo, pois todos a rejeitam.

Quer outra comparação errada? Em Emoji o personagem principal causa problemas ao interagir com Programas do Celular, que no mundo real levam o proprietário a passar por várias situações que o envergonham, e por fim, ele decide formatar o celular. Em Detona Ralph, sua aventura pelos outros jogos e ausência em seu próprio cria uma desordem nos games, mudando a real experiência deles, o que faz todos começarem a reclamar e o dono da loja, no mundo real, opta por colocar o console do Detona Ralph em manutenção, além de haver a possibilidade de outros consoles irem pro brejo junto.


Onde ta o erro comparativo? Bem, em Emoji, o protagonista não liga pro que ele causa ao celular, ou ao seu mundo, pois nem nota que isso ta ocorrendo por sua causa. São os vilões da história que tentam solucionar a situação, perseguindo ele e agravando tudo. Em Detona Ralph, ele sabe muito bem o que seus atos causam, e inicialmente se sustenta na ideia de que é tudo pra um bem maior, mas assim que ele percebe que outros estão tendo problemas por sua causa, ele decide ajudar.

Concluindo, são histórias que tratam de assuntos semelhantes, afinal são seres fictícios e conscientes causando problemas ao mundo real, mas as morais são diferentes, e como tudo é contado também. 


Em Emoji, a moral da história é "Seja quem você é, sem ligar pro que os outros acham de você".


Em Detona Ralph, a moral da história é "Orgulhe-se de quem você é, pois todos tem um propósito".


Existem também comparações com "Divertidamente", e nesse caso até faz certo sentido mas ainda assim, são histórias bem diferentes.

Como Divertidamente mostra emoções dentro de uma pessoa, que são capazes de ter apenas as emoções baseadas em suas funções originais, rola a semelhança com os Emojis que só conseguem ser e agir da forma como eles são rotulados... mas tirando isso, e a interação do mundo interior com exterior, é apenas uma semelhança.


Eu diria que, se fosse pra comparar, o filme "Uma aventura Lego" tem muito mais a ver com "Emoji" do que qualquer outra dessas obras, pois a moral é basicamente a mesma, só que não é correto dizer que "Emoji" é um plágio, pois sua forma de contar a história é bem original.


Alias, uma crítica ridícula que fizeram foi quanto às propagandas... que "Emoji" é uma propaganda ambulante por mostrar coisas da cultura pop e famosas gratuitamente, mas sinceramente, que idiota! É preciso mostrar essas coisas pra criar uma conexão real com o mundo real, e qual o sentido de mostrar como o celular de alguém funcionaria com um mundo próprio dentro dele, se tudo que tem dentro dele fosse desconhecido? 


Tem um aplicativo que é semelhante ao Whatsapp que é usado no filme e eu não conheço, e justamente por não haver conectividade alguma eu não senti empatia, e pra mim, foi um momento perdido do filme. Imagina se todo o resto fossem apenas referências vagas e descompromissadas, "parecidas" mas diferentes do que realmente existe? Daria pra fazer, mas o filme perderia muito mais assim.

Infelizmente, tem muitas obras que usam essa formula de "mundo imaginário vs mundo real", e acabam atribuindo as falhas do filme a isso. Mas o filme não é ruim por causa de suas ideias, nem por causa de como as conta, mas por ter piadas ruins.

Exatamente! Tudo que condena "Emoji" são suas piadas ralas e fracas, só isso. O filme conta com uma animação maravilhosa, uma trilha sonora muito boa, ótima dublagem, um enredo com furos, porém decente pra entreter, e mesmo assim, tem quem julga ele ruim só por causa das piadas ruins (a maioria saindo no trailer... alias eu ri com a dos gatinhos).


Eu gostei dele, pra mim é um bom filme, que falha no humor mas, entretém no restante e isso já vale muito. Só critico uma coisa: Se o celular da tantos erros, porque não bota ele no mudo logo de uma vez??? E desde quando puxar um cabo reseta formatações? E alias, tem lixeira no celular? Tirando isso, pra mim, o filme mostra uma visão do mundo dos celulares bem curiosa e que compensa conferir.

😝

(Odeio quando usam Emojis/Emoticons pra interagir, mas ta ai minha contribuição).

Postar um comentário

4 Comentários

  1. Hum... Interessante, apesar de nunca de ter interesse em assistir esse filme, gostei de sua crítica, sempre se superando, parabéns Sr. Morte ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vlw sr Caíque. O filme é bom... e ruim... só assistindo mesmo pra saber mas o que eu penso ta ai rs.

      Excluir
  2. Vc colocou mais relevância e filosofia no filme do que o próprio diretor kkkk mas falando sério, esse filme é uma p**rra. Meu priminho nem quis ver. Olhou pra mim e disse "Crys, que filme chato". E partimos para assistir "Carros 3"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu primo soube escolher bem rs. Carros 3 é um filmaço... perto deste é uma obra prima... mas esse filme não é tão horrível não... é aceitável.

      Excluir
Emoji
(y)
:)
:(
hihi
:-)
:D
=D
:-d
;(
;-(
@-)
:P
:o
:>)
(o)
:p
(p)
:-s
(m)
8-)
:-t
:-b
b-(
:-#
=p~
x-)
(k)