ArquivoMorte

PesquisaMorte:

domingo, 13 de maio de 2018

O Filme Achado de Hoje: #Screamers

Um filme found sobre o Jack Stripador que Grita.


Faz tempo que não falo de filmes e bem, na verdade achei que nem voltaria a falar, mas tamo ai! 

Lembrando, tem spoiler.

Boa leitura.


Eu não sei se sou eu que estou fraco pra terror, devido ao longo tempo sem assistir nada do gênero, ou se de alguma forma essa obra me afetou, mas até que eu fiquei com medo... e olha que esse é daqueles founds clichês e previsíveis que da até vergonha de assistir... ainda assim, eu me vi assustado pós filme e jurava que tinha alguém me olhando. Eu tava com medo da porta se mexendo mano... eu acho que to precisando voltar a ver filmes de terror.

Enfim, este fala de uma empresa genérica aspirante a Google fundida com YouTube que quer ser a Google fundida com o YouTube, e pra ajudar na promoção do site, ta gravando os bastidores (e eis a motivação do found) da galerinha trampando.



O problema ocorre quando um vídeo ao estilo jumpscare é enviado pra eles e, eles publicam o negócio, que da views, muitos views, e em pouco tempo gera polêmica pois aparentemente era de uma pessoa que foi sequestrada, e bem, os caras se lascam quando tentam bancar o SCI e investigar a origem do vídeo.



Em resumo, é isso... mas o filme vai além...

Eu me senti nos anos 90 sabe, lembrando das séries de televisão que eu assistia quando criança... sabe porque?! Bem, o filme me fez lembrar de várias delas com alguns elementos lançados ao léu, como o Jack Estripador, e o Fantasma Editor... isso me fez lembrar, por incrível que pareça, de "O Fantasma Escritor" e "O Mundo Perdido".



Acontece que, o grande vilão do filme é um fantasma do Jack Estripador, aparentemente, que tem 1 vítima sob custódia por anos e, do nada, decide montar parceria e mandar um vídeo de jumpscare dele mesmo, pra empresa de vídeos dos caras, anonimamente.



Legal que ele edita o tal vídeo, colocando textos e apresentando o conteúdo pra dar sustinho, e cara, é hilário quando percebe-se que tudo foi feito por um fantasma!



Alias, aparentemente, quem editou o próprio filme foi o mesmo fantasma também, afinal, o filme tem várias músicas ao fundo e sons acrescentados, além de ter cortes e montagens evidentes, visto que são duas câmeras filmando tudo (na verdade são 3 contando com o celular que surge na segunda metade do filme, e 4 contando com a cena final) então, tecnicamente, como todo mundo morreu, o próprio fantasma pegou, editou e publicou o filme, sob o pseudônimo da galerinha dos créditos...



Tudo ao bom e velho estilo do Fantasma Escritor, o fantasminha camarada que ajudava a pirralhada a bancarem os detetives... eu juro que nem lembro do que a série falava, lembro apenas que tinha um fantasma, e que ele escrevia com magia e dava dicas pra umas crianças que investigavam crimes da comunidade e resolviam problemas escolares, e tipo, o maior mistério era quem era o tal fantasma... passava na TV Cultura... mas eu era pirralhinho de mais pra lembrar de detalhes. Ainda assim: Fantasma Escritor vs Fantasma Editor, tudo a ver!



Agora quanto ao caso de Jack Estripador, isso me levou direto pro Mundo Perdido por causa de um episódio que me deixou confuso pra caramba por anos, até eu conhecer a história, vagamente, do Jack Estripador.

Então, a série contava a história de um grupo de desbravadores que se perderam em um local inóspito, lotado de dinossauros, a princípio, que conforme explorado foi revelando inúmeros seres e casos sobrenaturais... a série era legal pacas... mas meio malucas as vezes, como no episódio do Jack Estripador ("The Knife" episódio 5 da 3º temporada).



Nele, ao tocar em uma faca, os personagens vão todos parar em Londres, nos tempos modernos (da época) sendo que estavam presos na floresta e buscavam pela saída desesperadamente (era o foco da série) mas, pra piorar, todos eles se comportavam de outra forma, com outros sotaques, outros trejeitos, quase como se fossem outras pessoas. Eles passam a reviver os eventos da época em que o Jack Estripou, e rola investigação pra tentar descobrir quem era o verdadeiro Jack (eu era jovem então fiquei todo confuso).



Alias, nunca foi descoberto quem foi o tal "Jack Estripador". Ele realmente existiu, foi um cara, ou mulher (sem preconceitos) que estripou várias prostitutas na Inglaterra e se safou. Nunca pegaram o infeliz (ou infeliza) mas tiveram vários suspeitos, e muitos deles eram praticamente certeza que eram o assassino.

O mistério perdura até os tempos atuais, mas no filme, bem, eles deram nome ao Jack.



Usaram o túmulo de um dos suspeitos como cenário pro fantasma surgir, e fizeram com que ele, de alguma forma transcendesse o pós-morte e permanecesse matando prostitutas, ou pelo menos, capturando garotas de promiscuidade duvidosa e mantendo-as sob cativeiro para dar sustos gritando de costas pra elas, numa câmera, gravando, e colocando no youtube. O nome disso é "Prioridades", afinal em 1880, crime era abrir o bucho da mulherada, hoje, é ser youtuber e gritar.



Pior que o grito parece o mesmo em todas as vezes, o que só torna o jumpscare enjoativo e irritante... ainda assim fiquei todo assustadinho.

Eu gostaria de contar a história do filme mas.... ah não... eu não quero.



Tipo, resumo da ópera: Tem 6 pessoas e 2 fantasmas. Tem o dono da empresa, tem o sócio dele, tem um cara negro, tem o câmera-man (que aparece no começo mas depois some pois qualquer um pode segurar uma câmera), tem uma mina tímida, e tem a prima dela (que só aparece, tadinha, pra morrer). Os fantasmas são o tio Jack e a mina que ele sequestrou pra fazer comida pra ele, a qual, bem, tem telefone celular e é encontrada facilmente pela moça do elenco principal, mas que não só ta aparentemente morta, como foi dada como desaparecida a 2 anos.



Acontece que, ta la a equipe da empresa se filmando, e ai o cara negro recebe um vídeo de jumpscare e decide da susto no chefe, e o cara curte, e decide publicar no site, na página principal pra todo mundo ver. Geral curte e um tempo depois, mais um vídeo anônimo de jumpscare é enviado pra eles...



Ai, com a hype, eles decidem buscar por exclusividade e entram em contato com a fonte anônima dos vídeos, rastreando pelo IP (tomem cuidado, eles estão de olho!) e ai, conseguem o telefone da pessoa que enviou o vídeo pra eles.



Ao ligar, descobrem que é uma mulher, e ela é meio estranha mas topa o acordo de exclusividade, mas ela diz que o sócio dela não pode saber, ou algo assim. Ela demonstra medo dele, mas não o suficiente pra fazer a galera da equipe da Google Fake suspeitar de algo...



Então, depois do chefe da empresa paquerar a mina fantasma, eles decidem ler os comentários da galera no site deles e descobrem que, todos falavam que a mina do vídeo parecia uma que sumiu a uns anos atrás. E ai eles ficam preocupados pois poderia ser um problema pro site...



A equipe banca os investigadores, começam a pesquisar e buscar respostas, imaginando que era uma zoera de alguém querendo fazer fama em cima deles, e ai, descobrem a localização de onde o vídeo foi gravado, descobrem que a lápide onde tudo é focado é de um cara suspeito de ser o Jack Estripador, descobrem que a mina tinha usado o nome da desaparecida, e imaginam que foi tudo um grande complô, um hoax, pra fazer fama na net.



Ai o dono da empresa, fica putaço, e decide ir pra cidade da mina fantasma pra dar uma intimada nela, na casa dela, e é ai que a prima da mina do grupo entra (ela hospeda eles na casa dela, só isso) e o camera-man sai (ele é esquecido). 



Chegando la, todo mundo morre pois o fantasma não gosta de visita.



E a mina tímida vira parte de outro vídeo dele (desconsiderando o filme é claro).



Fim.


Curtiu? Não? Sim? Eu fiquei mais ou menos...


Pra um found footage, ta bom. Minha expectativa pro gênero já ta no fundo do poço, nem mesmo os melhores filmes como Creepy conseguiram manter a chama acesa e tipo, o gênero parece ter morrido mesmo. Até um novo Cloverfield ou Bruxa de Blair surgir vai demorar, mas quando surgir, estarei por aqui.

Sabe o mais interessante? O Google Fake (http://gigaler.com) existe mesmo! Dê uma olhada no site... ao que me parece fizeram o site pra promover o filme... é criativo... parabéns ao Jack Editor... ele com toda certeza teve o dedo no markenting.




O caso do Jack Estripador e o nome que os caras usaram do suspeito também é real (Francis Thompson)... mas evidências recentes apontam que outro suspeito (Adam Kosminski)  era o verdadeiro estripador... evidências apontadas num livro chamado "Naming Jack the Ripper" mas que, eu me lembro de ter lido em algum lugar que as provas eram questionáveis...


Tipo, o DNA usado pra sustentar a teoria era de origem duvidosa, ou algo assim... como eu disse eu não entendo muito do assunto então nem quero me aprofundar. O que sei é que até então, ninguém sabe quem foi esse cara... ou mulher.

É isso.

See yah!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CadastroMorte

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner